Atendimento Blog Acontece

Blog Acontece

A LFG acredita que uma boa apresentação vai além dos materiais didáticos; por isso, disponibiliza um portal de conteúdos completo para você se aprofundar ainda mais.

5 dicas de networking para jovens no mercado de trabalho

LFG - 5 dicas de networking para jovens no mercado de trabalho

Quando pesamos em networking, logo pensamos em uma rede de contatos repleta de empresários, executivos e empreendedores, ou seja, profissionais com determinada relevância no mercado de trabalho. Mas como um jovem no mercado de trabalho faz para ter acesso e até mesmo construir sua rede de contatos se, muitas vezes, ainda não concluiu nem a graduação?

Para ajudar a esclarecer o assunto, o Acontece conversou com Cristiane Antunes, consultora de carreiras e coach. A profissional explica que o jovem pode construir seu networking estreitando laços com as pessoas que já fazem parte de seu convívio, como colegas da faculdade, do trabalho e amigos pessoais. “Fazer networking com amigos pessoais, com quem o jovem tem mais intimidade, pode ser uma forma de iniciar e fazê-lo sentir-se mais seguro. No início pode ser difícil, mas com a prática perceberá que isto é tão natural. Ele sentirá satisfação em agendar um café com outros jovens e profissionais”, explica Cristiane.

Mas a profissional alerta: para a construção de um bom networking, a regra básica é ter interesse verdadeiro em conhecer as pessoas. “ A intenção deve ser entender a necessidade de cada um e ajudar no que for possível”, conta a profissional.

A coach listou cinco dicas para quem está começando a construir sua rede de contatos profissionais. Confira!

1) Conscientize-se sobre a importância de praticar networking.
Tenha consciência do quanto as práticas do "networking" poderão ser importantes para toda a sua carreira. 80% dos profissionais mudam de emprego através de networking. Trocas de informações também são benefícios dessa prática.

2) Agende encontros pessoais
As redes sociais são excelentes ferramentas para pesquisa e contatos, porém, nada substitui o "olho no olho". O encontro pessoal, um café ou um almoço poderá ser muito produtivo para as duas pessoas.

3) Tenha "escuta ativa"
Ouça e preste atenção às necessidades do outro para saber de que forma poderá ajudá-lo. Coloque-se à disposição.

4) Tenha uma comunicação clara
Dedique um tempo para identificar seus pontos fortes, seu diferencial e o que você pode oferecer às outras pessoas. Isto vai fazer com que você tenha mais segurança em expor o que precisa.

5) Praticar networking é "ajuda mútua"
Você deve estar disposto a ajudar também. Quando há troca de informações e a certeza de que um está disponível para ajudar o outro, o contato se fortalece.


*Conteúdo produzido pela LFG

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: