Atendimento Blog Acontece

Blog Acontece

A LFG acredita que uma boa apresentação vai além dos materiais didáticos; por isso, disponibiliza um portal de conteúdos completo para você se aprofundar ainda mais.

Especial INSS – Dicas de Direito Constitucional

LFG - Dicas de Direito Constitucional para concurso público do INSS

 

O edital foi publicado e a preparação para garantir uma das 100 vagas para o cargo de analista do INSS ou para uma das 850 vagas para o cargo de técnico do mesmo órgão deve começar o quanto antes. O edital saiu no dia 22/12 e o concurso está agendado para 15/05/2016. 

O “Acontece” conversou com a especialista em Direito Constitucional e professora da LFG, Nathalia Masson. Confira algumas dicas importantes sobre a disciplina.


Acontece: Como o candidato pode se preparar para a disciplina?

NM: O candidato deve inicialmente buscar o apoio de um livro doutrinário que permita entender e criar gosto pela matéria. Também é muito útil ler atentamente os dispositivos constitucionais que são listados no conteúdo programático do edital. Depois que o assunto estiver devidamente estudado no livro e na Constituição, o candidato deverá resolver variadas questões sobre aquele tópico, a fim de confirmar a compreensão do tema e ajustar seu conhecimento ao estilo dos questionamentos apresentados pela banca.


Acontece: Você pode dar algumas dicas de estudo?

NM: Extremamente importante na preparação para o concurso é conhecer a estrutura das questões normalmente apresentadas pela banca organizadora, neste caso o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Também é fundamental conhecer os tópicos da disciplina que geralmente a banca privilegia. Para tanto, o candidato deve buscar avaliações anteriores que a banca organizou e resolvê-las, para se adaptar ao estilo de prova a ser enfrentada no dia do exame.


Acontece: Qual é a maior dificuldade que o aluno pode enfrentar?

NM: Ao meu ver, a maior dificuldade enfrentada pelo aluno é a de criar o hábito de estudar todos os dias e com produtividade. Para vencer esse obstáculo, deve-se estabelecer um ambiente para o estudo e um horário pouco flexível para cumprir essa atividade (todas as tardes ou todas as noites, por exemplo), tornando o ato de estudar uma rotina diária. É também muito útil estabelecer um rigoroso cronograma de estudo, o que permitirá um uso produtivo e eficiente do tempo. Em suma, o candidato vencedor é aquele que encara sua preparação com absoluta seriedade, cumprindo suas metas e batalhando todos os dias para alcançar o seu objetivo final, que é a aprovação.


Acontece: Quais são os temas cobrados na disciplina com maior frequência?

NM: Em Direito Constitucional, os temas explorados com mais frequência pelas bancas examinadoras são os seguintes: (i) Princípios Fundamentais (arts. 1º a 4º, CF/88), ii) Direitos e Garantias Fundamentais (arts. 5º a 17, CF/88); (iii) Administração Pública (arts. 37 a 41, CF/88); e (iv) Organização dos Poderes (arts. 44 a 126, CF/88). O candidato deve estudar referidos tópicos com atenção redobrada, dedicando-se inclusive a resolver questões de concursos anteriores.


Acontece: Comente um pouco sobre o estilo das questões dessa matéria em relação à prova?

NM: Tradicionalmente as provas do INSS trazem questões que reproduzem, quase literalmente, o texto constitucional. Creio que neste concurso não será diferente: teremos questões curtas, objetivas e muitas vezes repetitivas, que vão explorar massivamente a capacidade de memorização dos tópicos enunciados no edital do concurso. Assim, é imprescindível que o candidato adote duas posturas. Em primeiro lugar, procure fazer, desde já, uma leitura cuidadosa e atenta dos dispositivos constitucionais essenciais, que certamente serão trazidos no edital (como os artigos 5º ao 17º). A segunda recomendação é começar a resolver questões de certames anteriores organizados pela banca examinadora escolhida.

Curiosidade: O INSS conta atualmente com 37 mil funcionários e anualmente aposenta entre 650 e 800 servidores, entre analistas e técnicos.


*Conteúdo produzido pela LFG

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: