Atendimento Blog Acontece

Blog Acontece

A LFG acredita que uma boa apresentação vai além dos materiais didáticos; por isso, disponibiliza um portal de conteúdos completo para você se aprofundar ainda mais.

Sete erros que concurseiros devem evitar

LFG - Sete erros que concurseiros devem evitar

 

Já é de conhecimento da maioria dos candidatos que a preparação para concursos públicos envolve uma série de elementos, entre eles foco nos estudos, determinação e organização. Porém, ainda é pouco comentado por especialistas o que os estudantes não devem fazer de jeito nenhum.

O “Acontece” conversou com Nestor Távora, especialista em concursos públicos e coordenador dos cursos para concursos públicos da LFG, que listou os sete erros que devem ser evitados por aqueles que almejam seguir a carreira pública.


1. Procrastinar

Adiar e deixar para amanhã é de fato uma atitude que pode se tornar um hábito capaz de destruir as chances de qualquer candidato.

Para o especialista, é necessário respeitar rigorosamente o planejamento de estudo estabelecido. Isto evita que outras atividades da rotina ‘sequestrem’ o tempo. Para quem trabalha, os estudos devem ser como uma espécie de segundo emprego.


2. Desconhecer a banca

Não saber qual é o perfil dos organizadores do concurso é um erro grave que compromete consideravelmente os estudos. Segundo Távora, cada banca tem um jeito próprio de atuar. “Algumas se concentram no texto da lei, enquanto outras se atêm aos autores e suas doutrinas, ao passo que outras cobram mais jurisprudência.”

O especialista também alerta que, para as provas orais, o conhecimento também é de grande valia, pois muitos avaliadores fazem perguntas ligadas às suas próprias áreas de pesquisa de mestrado ou doutorado, por exemplo.


3. Não fazer fichamentos

Ainda de acordo com Távora, ler e grifar textos teóricos é importante, mas também é obrigatório fazer um fichamento deles com as suas próprias palavras. Além de facilitar a assimilação da matéria, o resumo ainda pode ser consultado posteriormente pelo candidato, otimizando o estudo. Isto gera uma preciosa economia de tempo. Só não vale pegar um fichamento pronto na internet, já que ele será uma leitura como qualquer outra.


4. Não ler o edital com atenção

O edital varia bastante de concurso para concurso. Por conta disso, é importante lê-lo com atenção e cuidado, pois isto ajuda a tornar a preparação mais objetiva e assertiva.


5. Não treinar a partir de provas anteriores e simulados

Quem não resolve provas anteriores nem faz simulados não consegue testar os conhecimentos, tampouco apurar o que ainda precisa reforçar e até mesmo o que já está assimilado.


6. Não se permitir ter momentos de descanso e lazer

Os momentos de descontração ajudam na oxigenação do cérebro, o que contribui na melhor assimilação e memorização do conteúdo estudado.


7. Render-se ao que é dito em grupos de discussão sobre as provas

O que é difícil para os outros pode não ser pra você e vice-versa. Por isso, não se deixe influenciar por comentários alheios e foque nos próprios estudos.

 

*Conteúdo produzido pela LFG

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: