Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Quais os requisitos necessários para ingressar na carreira pública como juiz?

LFG - Requisitos necessários para ingressar na carreira pública como juiz

 

Veja curiosidades sobre uma das funções mais cobiçadas e suas principais características


Atualmente o Brasil conta com mais de 11,1 milhões de servidores públicos nas esferas Federal, Municipal e Estadual. Entre eles estão profissionais que ocupam o cargo de juiz, o mais cobiçado da área jurídica. O profissional pode atuar nas três esferas.

 

Segundo a desembargadora do TRT da 1ª região, Vólia Bomfim, o ingresso na carreira pública exige muito foco, estudo, determinação e equilíbrio, e isto não é diferente com a carreira de juiz, uma das mais procuradas pelos profissionais da área de Direito.

 

“A preparação para ocupar um cargo de juiz, por exemplo, é extremamente metódica e o interessado deve começar a se preparar desde a graduação, pois até chegar lá, o profissional precisa atender a uma série de pré-requisitos, que apenas o diploma não ajudará a abranger”, explica Vólia.

 

Por conta disso, a melhor maneira de começar a pensar na estratégia de estudos é conhecer as particularidades do cargo.

 

 

O que é um juiz?

 

Agentes públicos do poder judicial, concursados, que têm a responsabilidade de atuar e julgar demandas judiciais. Entre suas funções durante um processo está velar pela rápida solução do litígio, prevenir ou reprimir qualquer ato contrário à dignidade da Justiça e tentar, a qualquer tempo, conciliar as partes.

 

O profissional é quem decide a demanda judicial com a finalidade de revelar a parte que tem razão em conformidade com as leis e com os costumes, visando atender ao fim social da legislação e às exigências do bem comum.

 

Características importantes: Gostar de ler, ser dedicado aos estudos, ter boa memória, capacidade de reflexão, poder de argumentação, associação de ideias e vocação humanitária. Além disso, é importante que tenha autoconfiança, autocontrole, capacidade de agir sob pressão, capacidade de síntese, equilíbrio emocional, sensibilidade, entre outras.

 

Formação exigida: Para concorrer ao cargo de juiz, apenas o diploma de bacharel em Direito é suficiente. A inscrição na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) não é necessária, uma vez que no exercício da profissão não é permitido advogar. Porém, a partir de 2004 passou a ser pré-requisito para concorrer à função de juiz um prazo mínimo de atividade jurídica de três anos, o que pode incluir a atuação como advogado.

 

Funções: Juízes trabalham nos tribunais, sozinhos ou em parceria com outros magistrados em colegiados. Suas principais atividades são: examinar os autos dos processos; proferir despachos indicando as exigências que devem ser cumpridas antes do julgamento; presidir audiências de tentativa de conciliação, instrução e julgamento; estudar a jurisprudência existente para poder fundamentar suas decisões; julgar os processos e proferir decisões quanto ao mérito da causa, denominadas sentença ou acórdão, com o objetivo de colocar fim a um conflito de interesses caracterizado por pretensões resistidas.

 

Possibilidades de atuação: A função dos juízes é dividida de acordo com o tema ou a matéria do Direito em questão, além de seus graus de jurisdição.

 

 

 *Conteúdo produzido pela Rede LFG

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: