Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Disciplinas de concurso: quanto tempo dedicar para o estudo de cada uma?

Disciplinas de concurso: quanto tempo dedicar para o estudo de cada uma?

 

Passar no concurso de seus sonhos na maioria das vezes não é fácil. Esforço, dedicação e organização são os três pilares que levarão você ao sucesso ou ao fracasso, dependendo de como você lida com cada um dos fatores.

 

Assim, dedicar-se veementemente aos estudos pode ser a diferença entre sua aprovação e a necessidade de tentar novamente. Não há segredo, não há milagre e tampouco sorte: ter as disciplinas de concurso bem estruturadas e fundamentadas é o que vai levá-lo à conquista da vaga.

 

Saber quanto tempo se dedicar para cada disciplina é uma das dúvidas que mais acometem os concurseiros em geral. Por isso, o blog Acontece LFG separou algumas dicas valiosas para que, por meio de muita organização, a procrastinação não faça parte desta disputa e que sua compreensão do conteúdo seja satisfatória. Confira!

 

Estudar um pouco todos os dias

 

Para começar é preciso construir seu conhecimento. Logo, para aprender de fato algum conteúdo que cairá na prova, é preciso tê-lo estruturado em uma ordem de aprendizagem. É o que fará com que você consiga aprender cada vez mais. A ideia de estudar ao menos um pouco todos os dias não pode ser abandonada.

 

A dica não é parar de viver outros momentos de sua vida, mas sim se dedicar realmente àquele aprendizado específico e necessário. Afinal, todos temos outros afazeres e, para se desestressar um pouco do processo de estudos, é aconselhado por especialistas que a diversão (mesmo que seja complementar aos estudos) não fique de fora.

 

Para tanto, de acordo com o edital, separe primeiramente as disciplinas que você tem mais dificuldade. Pegue todos os tópicos, relacione-os e, em ordem, faça um apanhado geral dos assuntos listados. Em seguida, busque por definições e materiais de apoio que ditem sobre o assunto determinado. Separe também as matérias com maior peso no concurso.

 

Ao fazer isso como primeiro passo, você não só coloca prioridades do conteúdo que vai estudar, como reforçar o conhecimento que ainda está em construção. Pode ser em canais do YouTube (como o da Rede LFG, por exemplo), em apostilas, livros usados na graduação ou cursinhos especializados.

 

Em uma segunda etapa, faça o mesmo processo com as disciplinas que você tem mais entendimento e facilidade de compreensão. Separe por tópicos os assuntos que, de acordo com o edital, são mais familiares a você. Desta forma, aproveite para revisar o conhecimento que possui e até mesmo atualizá-lo, se necessário.

 

Quanto tempo estudar

 

Diariamente, para este conteúdo inicial, o ideal é estudar cerca de no mínimo três horas diárias: a primeira deve ser dedicada a separar o conteúdo, a segunda a levantar tópicos relativos e a terceira para revisão e entendimento. Além disso, entre as três horas, é altamente produtivo descansar dez minutos a cada 50 estudados.

 

No entanto, é importante frisar que o tempo é relativo e particular para cada estudante. Mais valem duas horas bem estudadas do que nove sem aproveitamento. Para tanto é relevante avaliar todos os dias como está seu aproveitamento. Se perceber que é mais eficaz estudar as duas horas diárias do que passar o dia sem absorver muita coisa, pare e refaça seu plano de estudos. Achar um meio termo é fundamental.

 

Um local preparado para estudar

 

Lembre-se de se livrar de todas as distrações possíveis, como redes sociais ou telefone celular. O estudo deve ser focado. Em complemento, se possível escolha um lugar aconchegante e confortável, sem barulho excessivos e sem muitas pessoas a seu redor.

 

No entanto, tome cuidado com excesso de conforto: se ficar muito à vontade, por exemplo, o sono pode bater, além de tirar sua concentração. Prepare seu ambiente com todo o material do estudo da vez. A organização será sua melhor amiga neste processo.

 

Trabalho X estudos: como fazer com que funcione

 

Se você trabalha fora, faz estágio ou mesmo têm atividades paralelas remuneradas, você não é o único. Por isso, ao trabalhar e estudar, seu tempo para os estudos pode ficar um pouco reduzido daquilo que inicialmente havia sido proposto por você, em seu planejamento.

 

Em contrapartida, para esses casos, agir como se estivesse estudando mais uma disciplina da graduação, pode ser o caminho. Por isso, reserve um tempo diariamente para se dedicar com exclusividade ao estudo dos assuntos relevantes ao concurso.

 

Vida pessoal e estudos para o concurso

 

Cada pessoa sabe de sua vida. No entanto, se você colocar a desculpa nos acontecimentos da vida e deixar os estudos de lado, não vai funcionar. Por isso, é de extrema importância que a vida esteja alinhada às suas expectativas: é passar no concurso que você deseja? Deixe tudo organizado, com a programação da quantidade de horas formulada.


É claro que imprevistos podem acontecer. O jeito de lidar com eles é transferir o que havia programado para estudar naquele dia para o próximo. Um dia de atraso não vai interromper o ritmo de sucesso que você mesmo construiu com suas horas reservadas ao estudo, acredite. O ideal é programar os horários para descansos e imprevistos.


Descansar é fundamental


Não adianta ficar esgotado. O estresse e o nervosismo, acompanhados pelas metas não cumpridas, fazem com que o conteúdo não seja absorvido de forma satisfatória. Trata-se daquela sensação de ler e reler algo e não reter nada do que está estudando.


Afinal, não é um simples projeto de poucos dias: estudar para o concurso precisa de dedicação contínua e estruturada. De nada adianta estudar até estourar os limites de seu corpo e mente. É fundamental que o descanso esteja incluído nos planos de seus estudos.


Separe horas para dormir um pouco, em um conceito diferente do descanso de 15 minutos. É preciso recuperar as energias de verdade, com horas de sono ou relaxamento eficazes para que você siga adiante com seus planos.


Revisar o conteúdo aprendido


É interessante separar parte das horas de estudo para revisão do conteúdo aprendido. Desta forma, se o seu dia comporta duas horas para as disciplinas mais difíceis, é indicado que, deste período, ao menos 30 minutos seja destinado às revisões.


Um dica é separar os itens a serem revistos de acordo com o aprendizado adquirido durante o conteúdo estudado no mesmo dia. Além disso, o fim de semana deve ter ao menos umas duas horas dedicadas somente para revisões e fundamentações do conteúdo.


Para tanto, use e abuse dos resumos, marcações de textos, busca de novos conteúdos, mapas mentais e materiais de apoio relacionados àquele assunto. Esperar muito tempo para construir suas revisões pode fazer com que partes importantes fiquem de fora de seu cérebro. No entanto, entenda que revisar não é revisitar todo o conteúdo novamente: veja a esquematização mais eficiente para você e separe os pontos relevantes de forma objetiva.

 

 

 

 

 

 

Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

 

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: