Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Expressão corporal: como são interpretados os seus gestos durante a fala

Expressão corporal: como são interpretados os seus gestos durante a fala

 

Superar o medo de falar em público, ter autoconfiança suficiente para que nada saia errado e passar impressões corretas e positivas em sua apresentação no exame oral estão entre as principais dificuldades dos concurseiros em geral.

 

Afinal, trata-se de uma etapa muito importante para quem procura ingressar na carreira jurídica. Por isso, relaxe, confira dicas valiosas e aprenda a transmitir sentimentos e intenções de forma natural e cuidadosa para que nada seja interpretado erroneamente.

 

 

Braços cruzados

 

Manter os braços cruzados em uma apresentação ou conversa demonstra, em sua linguagem corporal, que a pessoa está na defensiva.

 

Além disso, cruzar os braços, principalmente enquanto ouve, pode demonstrar que você discorda do que está ouvindo, mesmo que diga outra coisa por meio de palavras. Fique atento e mantenha uma postura mais relaxada para não cair na constante defensiva.

 

 

Roer as unhas

 

Gesto bem comum praticado por quem está um pouco nervoso ou ansioso, o roer as unhas demonstra também insegurança e estresse.

 

Além disso, é preciso tomar bastante cuidado com ele: como se trata de um costume praticado corriqueiramente, este gesto pode ser feito sem que você nem perceba caso já tenha a mania adquirida.

 


Tocar o nariz

 

Tocar ou mesmo esfregar as mãos no nariz durante uma conversa pode apontar sua descrença, sentimentos de rejeição ou até que você está mentindo sobre algo que queira esconder. Por isso, muito cuidado com esse gesto que, muitas vezes, também é feito sem ao menos ser percebido por você.

 

 

Juntar as pontas dos dedos

 

Especialistas em comportamento apontam que juntar as pontas dos dedos das duas mãos demonstra controle ou autoridade.

 

Esse, inclusive, costuma ser o gesto mais comum entre os gestores e algumas autoridades para apontar o quanto estão no controle da situação proposta.

 

 

Bloquear os tornozelos

 

Gesto simples e também muito corriqueiro, o ato de bloquear os tornozelos (sentado ou em pé) aponta que você está apreensivo e nervoso. Por isso, procure relaxar nos momentos de explanação e apresentação.

 

 

Puxar a orelha

 

Quando você puxa o lóbulo da orelha para baixo, demonstra a quem o está ouvindo que está tentando tomar alguma decisão, mas que ainda tem dúvidas.

 

Essa atitude, em um exame oral, é aniquiladora. Por isso, preste atenção e procure ficar confiante naquilo que estudou e está apresentando.

 

 

Manter a cabeça baixa

 

Este gesto pode indicar uma série de situações: que você está escondendo algo; que está muito tímido ou com vergonha; que não tem certeza daquilo que está dizendo; ou até mesmo que gostaria de manter distância de outra pessoa.

 

 

Postura ereta

 

Manter a postura ereta é um dos principais sinais de autoconfiança. Afinal, contrariamente ao item anterior, você mostra a quem o está escutando que tem total domínio sobre determinado assunto e situação. Por isso, procure acreditar naquilo que estudou e também no quanto se preparou para o exame a mantenha-se ereto!

 

 

Tom de voz

 

Quando seu tom de voz está em tom crescente, uma boa dose de segurança está presente em sua fala. No entanto, ao ter sua voz com inflexões decrescentes, quem receber sua mensagem notará a insegurança naquilo que é dito.

 

 

Velocidade da fala

 

Referente à voz, além do tom usado é importante atentar para a velocidade em que você fala. Por isso, se o seu discurso estiver rápido demais, o que o receptor de sua mensagem vai perceber logo de saída é que você está desorganizado e inseguro com aquela experiência.

 

O melhor caminho é o da fala em ritmo médio. Assim, expressa segurança, demonstra que você sabe o que quer dizer e pode fazer isso com tranquilidade.

 

Em contrapartida, falar em ritmo muito lento aponta que você não está preparado para explicar ou apresentar o conteúdo em questão.

 

 


Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: