Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Saiba como se preparar para a prova oral de concursos públicos

Saiba como se preparar para a prova oral de concursos públicos
 
Nervosismo, medo e ansiedade são algumas sensações que podem derrubar candidatos na hora de enfrentar a prova oral exigida por muitos concursos públicos para cargos na área jurídica. Não é para menos. Esse é o teste que coloca o concurseiro cara a cara com examinadores da banca.

 

Alguns candidatos até fazem cursos para passar por essa etapa, mas com algumas estratégias e técnicas é possível ganhar mais confiança e ampliar as chances de aprovação.

 

São convocados para a prova oral os candidatos que estão próximos da aprovação. Eles já são vencedores por terem chegado nessa fase, o que aumenta mais ainda sua responsabilidade, uma vez que esse exame é eliminatório e classificatório.

 

Durante a prova oral, a banca examinadora avalia o conhecimento de temas jurídicos do candidato, sua capacidade técnica e de argumentação, articulação de raciocínio, coerência, adequação da linguagem, fluência verbal, postura e dicção, entre outros aspectos.

 

Esse é o momento em que os examinadores verificam também aspectos psicológicos e o controle emocional do candidato.   Eles analisam como o concurseiro lida com situações de pressão e suas habilidades para responder às questões propostas.

 

"O examinador sorteia um dos temas exigidos pelo edital e o candidato faz uma exposição oral. É uma espécie de prova de tribunal, em que ele é interpelado pela banca”, explica o advogado Nestor Távora, professor da LFG.
 

Ele ressalta que muito é importante sistematizar os assuntos estudados para saber como conceituar corretamente as hipóteses com começo, meio e conclusão. O advogado avisa que é impossível enfrentar esse teste sem nervosismo.

 

"Não adianta achar que conseguirá chegar lá com tranquilidade, mas é possível dosar nervosismo e calma”, diz, informando que a banca sabe disso.

 

Geralmente, depois da primeira pergunta o candidato consegue se ambientar, ganhando mais confiança. Uma das dicas do professor é que o concurseiro assista outros candidatos antes de seu exame para ter uma ideia de como a situação acontece na prática.


Estratégias para se sair bem na prova oral

 

Se você chegou até a fase da prova oral é sinal de que tem domínio dos temas exigidos pelo edital do concurso público. Então é hora de começar a treinar a oratória e praticar a exposição de assuntos.

 

Alguns recomendam esse treino em frente ao espelho, mas nos tempos atuais, com as tecnologias, você pode filmar sua apresentação pelo celular. Coloque roupa social e pratique como se estivesse em frente à banca examinadora. Reveja o vídeo, observe como se saiu e corrija os erros. Avalie sua linguagem, capacidade de improviso, oratória, entre outros aspectos.

 

Alguns alunos fazem grupos de estudos com colegas para treinar a prova oral em que um interpela o outro. A dica do professor Távora é que esse treino seja feito com pessoas não tão próximas e que possam avaliar seu desempenho de forma mais crítica.

 

Na prova oral, o examinador cria situações para saber se o candidato eleva a voz ou se exalta. "Se você não treinar, poderá travar durante o exame", alerta o professor.

 

Para Nestor, também é fundamental investir tempo para conhecer o examinador que aplicará a prova. "Procure saber tudo sobre ele, leia livros, pesquise sobre seu trabalho e área de atuação. Se ele for um juiz da Vara de Família, por exemplo, é possível que lhe faça perguntas sobre esse tema", diz o professor.

 

Diferentemente da prova escrita, em que o candidato tem apenas que responder às questões corretamente, o teste oral exige preocupações com postura e vestimenta.

 

Veja a seguir outras dicas do professor Távora para melhorar seu desempenho nesta etapa.


 Vestimenta

 

Use roupa formal e em tons mais sóbrios. Os homens devem se apresentar trajando terno e gravata. Já as mulheres devem usar vestido ou tailleur na altura do joelho.


 Postura

 

Se apresente com elegância, sem autoritarismo. Evite ficar travado, com as mãos nos bolsos ou braços cruzados. O ideal é que eles estejam sempre na frente do corpo. Não gesticule muito nem faça muitos movimentos.

 

Uma dica do professor Távora para ter uma boa postura no teste é observar como os apresentadores de TV se comportam.   Eles se comunicam bem sem fazer gestos e expressões faciais em excesso. Olhe sempre para o examinador e tente praticar a respiração para ganhar mais firmeza e calma na voz.


 Linguagem técnica

 

A prova oral exige linguagem técnica. Não fale gírias, termos coloquiais e pronuncie as palavras corretamente. Treine bastante para não usar expressões como: “então”, “daí”, “iiiii” ou “acho que”.

 

Procure embasar seus pensamentos nas referências. Fique atento a erros de concordância. Se usar expressões em latim, pesquise antes a pronúncia correta.


 Tratamento correto

 

Trate o examinador por "Vossa Excelência". Quando for interpelado e não entender a pergunta, peça para que seja repetida. Se não souber, diga "Não me recordo" ao invés de “não sei” ou ficar tentando achar um argumento.

 

Utilize essas dicas para se preparar para as provas orais dos concursos públicos, lembre-se dos conteúdos estudados e tente manter a calma. Bons resultados virão!


 
 Conteúdo editado pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: