Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Concurso IBGE 2019: veja áreas por estado para 400 analistas

O edital do concurso IBGE 2019 (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para o preenchimento de 400 vagas de analista censitário para o Censo Demográfico 2020, autorizadas em 30 de abril pelo ministro Paulo Guedes, pode ser publicado a qualquer momento. Após a assinatura do contrato com a banca organizadora, o Instituto AOCP, no último dia 12, a empresa já disponibilizou, em 17 de junho, link em seu site para liberação do documento. Agora, nesta segunda, dia 24, anunciou para quais locais serão oferecidas as opções, por especialidades. 

O órgão já havia definido a distribuição das vagas pelas áreas de atuação, por meio do projeto básico do certame.  

Para concorrer ao cargo de analista censitário do concurso do IBGE, os interessados deverão possuir formação de nível superior completo, sendo considerados cursos de graduação em várias áreas de atuação.

+ Definida banca do concurso IBGE 2019 para 400 vagas

+ Concurso IBGE ainda depende de autorização para 1.800 vagas efetivas para técnicos e analistas

Os contratos dos servidores terão duração de até dois anos. A remuneração inicial oferecida não foi revelada, mas dá para comparar com a da selação anterior, cujo valor ficou entre R$ 7.458,49 e R$ 9.192,88.

Conforme a portaria autorizativa, o IBGE poderá contratar a partir de dezembro de 2019 tais profissionais, enquanto o edital precisa ser divulgado em até seis meses, ou seja, até outubro . Porém, a expectativa é de que ele seja publicado bem antes do prazo limite.

Veja a distribuição das vagas do concurso IBGE 2019 para analista censitário

De acordo com o projeto básico do concurso IBGE 2019 para analista censitário, a distribuição das vagas por áreas de atuação será a seguinte: analista de planejamento e gestão (1), antropologia ou sociologia ou ciências sociais (12), analista de geoprocessamento (24), analista de sistemas - desenvolvimento e aplicações web/mobile (18), analista de sistemas - suporte a comunicações e redes (6), analista de sistemas - suporte operacional e de tecnologia (4), análise socioeconômica (7), biblioteconomia e documentação (4), ciências contábeis (30), desenho instrucional (1), economia (28), estatística (2), gestão e infraestrutura (142), jornalismo (35), letras (1), logística (5),  métodos quantitativos (55), produção gráfica/editorial (duas), programação visual/webdesign (11) e recursos humanos (7).

Veja para quais regiões serão as vagas do concurso IBGE 2019 para analista censitário

No concurso IBGE 2019 para analista censitário, as opções por região serão distribuídas da seguinte forma: análise de sistemas/desenvolvimento de aplicações - Rio de Janeiro (RJ), análise de sistemas/desenvolvimento de aplicações web mobile - Rio de Janeiro (RJ), análise de sistemas/suporte a comunicação e rede - Rio de Janeiro (RJ), análise de sistemas/ suporte à produção - Rio de Janeiro (RJ), análise de sistemas - suporte operacional e de tecnologia - Rio de Janeiro (RJ), análise socioeconômica - Rio de Janeiro (RJ), biblioteconomia e documentação - Rio de Janeiro (RJ), ciências contábeis - Brasília (DF), ciências contábeis - Vitória (ES), ciências contábeis - São Luís (MA), ciências contábeis - Belo Horizonte (MG), ciências contábeis - Campo Grande (MS), ciências contábeis - Cuiabá (MT), ciências contábeis - Belém (PA), ciências contábeis - Recife (PE), ciências contábeis - Teresina (PI), ciências contábeis - Curitiba (PR), ciências contábeis - Rio de Janeiro (RJ), ciências contábeis - Natal (RN), ciências contábeis - Porto Velho (RO), ciências contábeis - Boa Vista (RR), ciências contábeis - Salvador (BA),  ciências contábeis - Goiânia (GO), ciências contábeis - Rio Branco (AC), ciências contábeis - Maceió (Al), ciências contábeis - Manaus (AM), ciências contábeis - Macapá (AP), ciências contábeis - Fortaleza (PE),  ciências contábeis - Porto Alegre (RS), ciências contábeis - Florianópolis (SC), ciências contábeis - Aracajú (SE), ciências contábeis (SP), ciências sociais - Palmas (TO),  ciências sociais - Palmas (TO), ciências sociais - Maceió (AL), ciências sociais - Manaus (AM), ciências sociais - Salvador (BA), ciênicas sociais - Fortaleza (CE), ciências sociais - Campo Grande (MS), ciências sociais - Cuiabá (MT), ciências sociais - Belém (PA), ciências sociais - recife (PE), ciências sociais - Porto Velho (RO), ciências sociais - Boa Vista (RR), desenho instrucional - Rio de Janeiro (RJ), geoprocessamento - Recife (PE), geoprocessamento - Aracaju (SE), geoprocessamento - Boa Vista (RR), geoprocessamento -  Rio de Janeiro (RJ), geoprocessamento - São Luís (MA), geoprocessamento - João Pessoa (PB), geoprocessamento - Natal (RN), gestão e infraestrutura - João Pessoa (PB), gestão e infraestrutura - Rio Branco (AC), gestão e infraestrutura - Maceió (AL), gestão e infraestrutura - Macapá (AP), gestão e infraestrutura - Salvador (BA), gestão e infraestrutura - Fortaleza (CE), gestão e infraestrutura - Brasília (DF), gestão e infraestrutura - Vitória (ES), gestão e infraestrutura - Goiânia (GO), gestão e infraestrutura - São Luis (MA), gestão e infraestrutura - Belo Horizonte (MG), gestão e infraestrutura - Campo Grande (MS), gestão e infraestrutura - Cuiabá (MT), gestão e infraestrutura - Belém (PA), gestão e infraestrutura - Recife (PE), gestão e infraestrutura - Teresina (PI), gestão e infraestrutura - Curitiba (PR), gestão e infraestrutura - Rio de Janeiro (RJ),  gestão e infraestrutura - Natal (RN), gestão e infraestrutura - Porto Velho (RO), gestão e infraestrutura - Boa Vista (RR), gestão e infraestrutura - Porto Alegre (RS), gestão e infraestrutura - Florianópolis (SC), gestão e infraestrutura - Aracaju (SE),   gestão e infraestrutura (SP), gestão e infraestrutura - Palmas (TO), jornalismo - Aracaju (SE), jornalismo - Palmas (TO), jornalismo - Rio Branco (AC), jornalismo - Maceió (AL), jornalismo - Manaus (AM), jornalismo - São Paulo (SP), jornalismo - Macapá (AP), jornalismo - Salvador (BA), jornalismo - Fortaleza (CE), jornalismo - Brasília (DF), jornalismo - Vitória (ES), jornalismo - Goiânia (GO), jornalismo - São Luís (MA), jornalismo - Belo Horizonte (MG), jornalismo - Campo Grande (MS), jornalismo - Cuiabá (MT), jornalimso - Belém (PA), jornalismo - João Pessoa (PB), jornalismo - Recife (PE), jornalismo - Teresina (PI), jornalismo - Curitiba (PR), jornalismo - Rio de Janeiro (RJ), jornalismo - Natal (RN), jornalismo - Porto Velho (RO), jornalimo - Boa Vista (RR), jornalismo - Porto Alegre (RS), jornalismo - Florianópolis (SC), letras - Rio de Janeiro (RJ), logística - Rio de Janeiro (RJ), métodos quantitativos - João Pessoa (PB), métodos quantitativos - Florianópolis (SC), métodos quantitativos - Aracaju (SE), métodos quantitativos - São Paulo (SP), métodos quantitativos - Palmas (TO), métodos quantitativos - Rio Branco (AC), métodos quantitativos - Maceió (AL), métodos quantitativos - Belém (PA), métodos quantitativos- Manaus  (AM),  métodos quantitativos - Macapá (AP), métodos quantitativos - Salvador (BA), métodos quantitativos - Fortaleza (CE), métodos quantitativos - Brasília (DF), métodos quantitativos - Vitória (ES), métodos quantitativos - Goiânia (GO), métodos quantitativos - São Luís (MA), métodos quantitativos - Belo Horizonte (MG), métodos quantitativos - Campo Grande (MS), métodos quantitativos - Recife (PE), métodos quantitativos - Teresina (PI), métodos quantitativos - Curitiba (PR), métodos quantitativos - Rio de Janeiro (RJ), métodos quantitativos - Cuiabá (MT), métodos quantitativos - Natal (RN), métodos quantitativos - Porto Velho (RO), métodos quantitativos - Boa Vista (RR),  métodos quantitativos - Porto Alegre (RS), planejamento e gestão - Rio de Janeiro (RJ), produção gráfica editorial - Rio de Janeiro (RJ), programação visual/webdesign - Rio de Janeiro (RJ) e recursos humanos - Rio de Janeiro (RJ).                         

Saiba como serão as provas do concurso IBGE 2019 de analista censitário   

Também de acordo com o projeto básico do concurso IBGE 2019, a prova objetiva será aplicada em todos os estados. Para a área de métodos quantitativos, a seleção deverá contar com 20 questões versando sobre língua portuguesa e 20 de conhecimentos específicos. 

Para a área de letras serão 15 de raciocínio lógico e 25 de conhecimentos específicos. Por fim, para as demais áreas, 15 de língua portuguesa, 35 de conhecimentos específicos e dez de raciocínio lógico.  

Saiba como foi o último concurso do IBGE

Em 2016, o órgão lançou um edital para o concurso IBGE com 223 vagas para analista temporário. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Cesgranrio.Todos os concurseiros que pleiteram uma oportunidades no processo seletivo foram submetidos a uma prova objetiva com 60 questões de múltipla escolha, sendo:

15 perguntas de língua portuguesa; 35 de conhecimentos específicos; 10 de raciocínio lógico.

Para o analista com conhecimentos de métodos quantitativos, a avaliação foi um pouco diferente e contou com 20 itens de língua portuguesa e 40 de conhecimentos específicos.

Prova anterior IBGE

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores do órgão, além do gabarito para consulta. É importante avaliar se a organizadora será a mesma, direcionando a preparação para o estilo da banca.

O JC Concursos fará a cobertura completa do processo de seleção.

Ficha Técnica

  • Concurso IBGE
  • Número de Vagas 234816
  • Cargo Recenseador, Agente Censitário Municipal, Agente Censitário Supervisor
  • Escolaridade Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior
  • Estado com vagas AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO
  • Área de Atuação Administrativa, Operacional
  • Faixa Salarial
  • Taxa de Inscrição Não Existe
  • Organizadora
  • Cidade
Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: