Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

A importância de estudar sobre Auditoria em concursos

A importância de estudar sobre Auditoria em concursos

 

O assunto mete medo em diversos concurseiros e até em professores. No entanto, saber os trâmites e processos relativos à Auditoria é fundamental para alguns concursos importantes realizados no Brasil. Principalmente para quem pretende concorrer às vagas para os certames que forem criados para as Secretarias da Fazenda, Receita Federal, Tribunais de Contas, entre outros.

 

Para explicar o quão é importante para o concurseiro conhecer a matéria, o blog Acontece LFG entrevistou o professor Marco Antônio Oliveira, especializado no assunto e também em Administração Geral, Administração Pública, Administração Financeira e Orçamentária. Confira.

 

Por que a Auditoria é um assunto tão relevante para alguns concursos públicos?


Conhecer os processos de Auditoria pode auxiliar o concurseiro a se sair bem em provas de diversos certames. Um bom exemplo, são os concursos para o Tribunal de Contas - tanto da União, quanto em outras esferas públicas. Além disso, a função do auditor está presente também em cargos governamentais, bem como em diversos órgãos públicos. Em complemento, todo o trâmite de Auditoria tem a pecha de ser chato. No entanto, não se trata de um assunto chato, mas tão complexo quanto outros abordados em muitos concursos.

 

Quais os principais pontos da Auditoria o concurseiro deve se atentar?


Muitos se preocupam com os números das normas. Entretanto, o que o concurseiro deve conhecer sobre o assunto está em saber responder e diferenciar, por exemplo, o que é fraude, o que é erro e quais os processos básicos e complementares de Auditoria. Além disso, tem que estudar o significado das nomenclaturas técnicas e aprender a interpretar e entender os conceitos.

 

Como o aluno pode ter sucesso em relação à matéria estudada?


Sempre digo para os meus alunos: quer passar no concurso? Pratique. Para estudar Auditoria, bem como outros assuntos do certame, é preciso gastar 20% do tempo com teoria e os 80% restantes com exercícios. Somente a prática e a familiarização com o que é pedido em prova é que leva o aluno ao sucesso no concurso. Tem que se habituar a resolvê-los. E não adianta somente pegar o conceito. É preciso entender a semântica; a filosofia que está por trás da teoria. Ao entender a semântica, nem uma vírgula diferente atrapalha o concurseiro.

 

Além da relevância da matéria para os concursos públicos, há também os certames que possuem os cargos de auditor. Quais são os requisitos necessários para ser um auditor, tanto no setor público quanto em empresas privadas?


Qualquer pessoa com formação superior pode ser um auditor. Ao seguir essa carreira o profissional pode ingressar em órgãos como por exemplo a Receita Federal, as Secretarias da Fazenda, os Tribunais de Contas, além da infinidade de empresas privadas e consultorias especializadas. No caso das empresa privadas, as formações exigidas dependem muito da área de atuação da empresa. Um bom exemplo é que uma pessoa que tenha formação superior em Química, será de grande valia em uma indústria farmacêutica, assim como alguém que tenha se formado em Engenharia Civil, possa auditar uma construção. Outros exemplos - que servem inclusive para a esfera pública, estão no caso de pessoas que tenham se graduado em Contabilidade e, que ao entender os processos de Auditoria, tem habilidade para auditar finanças e índices tanto em uma empresa privada quanto alguma entidade do setor público.

 

Qual a diferença dos trabalhos de um auditor em instituições públicas e privadas?


A diferença está nas instituições. Por exemplo: o candidato a um concurso para ser auditor, pode trabalhar na Receita Federal ou em uma Secretaria da Fazenda, como mencionado acima. Assim, participará de Auditoria de processos afins aos órgãos e também relativos ao serviço que esses órgãos prestam à população. Em uma empresa privada o auditor geralmente está ligado à grandes consultorias de renome. No entanto, há empresas que contratem - por obrigatoriedade de manter os processos contábeis com a maior transparência possível para auditar balanços e assim aumentar a confiança do público. Geralmente são empresas da categoria S/A (Sociedade Anônima).
Para um Tribunal de Contas é diferente. Trata-se de um órgão de controle. Eles se preocupam bastante com a Auditoria interna e também com a governamental. Há instrução normativa que estabelece as normas da Auditoria. É muito famosa e bastante cobrada em concurso público. É a função 01/2001, que estabelece as normas da Auditoria governamental. Inclusive, uma observação interessante é que esta instrução é de 2001 e por isso, tem um vocabulário desatualizado. Mesmo assim, é a que cai em provas.

 

Há também a Auditoria de Qualidade. Por favor, fale um pouco sobre o trabalho de um Auditor que possui essa função.


A Auditoria da qualidade também é importantíssima. Trata-se de uma Auditoria operacional. Geralmente esse tipo de Auditoria é feito por empresas especializadas que são reguladas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Para ser um Auditor da Qualidade, como Auditor Externo é preciso ser contador com formação superior, além do registro obrigatório em um dos Conselhos Regionais. Tem que fazer uma prova para obter o Cadastro Nacional do Auditor Independente. Se aprovado, conquista o registro na CVM e pode trabalhar como Auditor da Qualidade.

 

Por que tem essa exigência?


A CVM é quem regula e fiscaliza o mercado de capitais, desenvolvido para capitalizar a empresa Sociedade Anônima. Assim, naturalmente o órgão exige o registro dos Auditores vão auditá-las.

 

Como funciona quando uma empresa não é S/A?


Quando uma empresa não é S/A, existem casos em que Auditorias externas são exigidas. A Lei 11.638/2007 por exemplo, solicita que empresas de grande porte contratem a realização de Auditoria externa. Assim também acontece com todas as instituições do sistema financeiro.

 

Qual a perspectiva do mercado tanto na esfera pública, quanto na privada, para a contratação de auditores?


No Brasil a Auditoria está crescendo. O país está entrando em uma época da conformidade fiscal; da conformidade contábil. Com isso, aos poucos, o Brasil deixa para trás o rótulo de país do improviso. Países como a Holanda, por exemplo, fazem auditoria até em bancas de jornal, padarias, floriculturas. Há um caminho bom sendo trilhado para quem deseja ser Auditor.

 

 

 

 

 

Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

 

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: