Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Confira a previsão de concursos para 2019

Confira a previsão de concursos para 2019

 

Ainda sem editais divulgados, diversos órgãos públicos - federais e estaduais, estão com concursos previstos para acontecer em 2019. A estimativa é a de que mais de 40 mil vagas serão abertas para suprir as demandas do funcionalismo público. Entre os certames mais aguardados estão Petrobras, INSS, TRT, TRE, MPU, TJ e STF.

 

Mesmo que os editais ainda não tenham sido apresentados, é interessante que o concurseiro confira edições anteriores e desenvolva métodos de estudo adequados para cada prova. Afinal, estudar para qualquer concurso exige dedicação, organização, pesquisa e disciplina.

 

Confira os concursos mais prováveis para acontecer em 2019.

 

TRE - Tribunal Regional Eleitoral

 

Com possibilidades de vagas em diversos Estados brasileiros, o concurso do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para 2019 ainda não teve seu edital publicado. No entanto, baseado em edições estaduais anteriores, estima-se que o órgão tenha necessidade de reposição de cargos com salário entre R$ 6 mil e R$ 11 mil, aproximadamente.

 

Como cada Estado possui uma instituição organizadora diferente, a previsão também pode variar entre as disciplinas a ser cobradas nos certames. No entanto, vale a dica para o concurseiro conferir em editais locais anteriores o que foi pedido nas provas realizadas. Geralmente, as disciplinas envolvem:

 

● Língua Portuguesa;
● Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais;
● Noções de Informática;
● Noções de Gestão Pública;
● Noções sobre Direitos da Pessoa com Deficiência;
● Noções de Sustentabilidade;
● Conhecimentos Específicos.


Petrobras

 

A Petrobras também não publicou nenhum edital. No entanto, a maior empresa pública do país tem intenção declarada de abrir concurso em 2019. De interesse nacional, as vagas devem seguir o mesmo perfil anterior, com salários para nível técnico que podem chegar à média de R$ 5 mil e as vagas para nível superior, contam com remunerações em torno de R$ 11 mil.


● Língua Portuguesa;
● Matemática;
● Noções de Legislação afins à empresas petrolíferas;
● Ciência e Tecnologia;
● Atualidades;
● Raciocínio Lógico.


INSS - Instituto Nacional do Seguro Social


Com salários estimados entre R$ 3 mil e R$ 15 mil o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) deve divulgar seu edital logo no início do ano, segundo estimativas. Assim, se você tem interesse em ingressar no órgão, é prudente rever as provas anteriores e planejar uma rotina de estudos. Concorrido, o INSS costuma abrir vagas para todo o Brasil e também por isso trata-se de um dos certames mais concorridos. De acordo com edições anteriores do concurso do INSS é interessante estudar:


● Conhecimentos específicos;
● Ética no serviço público;
● Regime Jurídico Único;
● Noções de Direito Constitucional;
● Legislação sobre a área de saúde;
● Legislação sobre a previdência;
● Língua Portuguesa;
● Noções de informática;
● Conhecimentos gerais.


MPU - Ministério Público da União


Informações divulgadas pela Procuradoria Geral da República apontam que um concurso para o Ministério Público da União deve apresentar o edital no início de 2019, para que as provas sejam realizadas no segundo semestre. Segundo as informações, as vagas devem contemplar os cargos de Analista e Técnico. Para se preparar para o concurso MPU 2019, é aconselhável estudar para um cargo Técnico:


● Língua Portuguesa;
● Acessibilidade;
● Legislação aplicada ao MPU e CNMP;
● Ética no serviço público;
● Direito Administrativo;
● Administração;
● Administração financeira e orçamentária;
● Direito Constitucional;
● Arquivologia.


Para os cargos de Analista, as disciplinas pedidas são:


● Língua Portuguesa;
● Acessibilidade;
● Legislação aplicada ao MPU e CNMP;
● Ética no serviço público;
● Direito Administrativo;
● Direito Civil;
● Direito Processual Civil;
● Direito Penal;
● Direito Processual Penal;
● Direito Penal Militar;
● Direito Processual Penal Militar
● Direito Constitucional;
● Direito do Trabalho;
● Direito Processual do Trabalho.


Seguindo aos outros anos, o concurseiro deve se atentar ao fato de que a prova para o concurso MPU adota um modelo de correção diferenciado, em que, dentro das 120 questões, uma errada anula uma correta.


TJ - Tribunal de Justiça


Com diferentes localidades, cada uma com critérios e diferentes vagas, o concurso para TJ, pode remunerar o aprovado em até R$ 10 mil, dependendo do cargo. A previsão - mesmo sem o edital divulgado, é que para 2019 o certame aconteça em diversos estados brasileiros, para as posições de Escrevente Técnico Judiciário, Escrevente Interior, Técnico de Atividade Judiciária, Analista Judiciário e Analista e Técnico Judiciário. Segundo as provas anteriores, as disciplinas cobradas são:


● Língua Portuguesa;
● Noções de Custas Judiciais;
● Raciocínio Lógico Matemático;
● Noções de Direito Processual Penal;
● Noções de Direito Processual Civil;
● Noções de Direito Administrativo;
● Noções de Direito Constitucional.


TRT - Tribunal Regional do Trabalho


Com uma longa espera para alguns estados, o Tribunal Regional do Trabalho também deve realizar um novo concurso em 2019. Esta especulação de um novo certame se dá justamente pela espera: no Estado de São Paulo, por exemplo, o último concurso foi feito em 2013. Além disso, por ser regional, o valor dos salários também podem ser variados. O mesmo realizado em São Paulo, oferecia remunerações entre R$ 6 mil e R$ 10 mil, aproximadamente. Os cargos contemplam profissionais para especializações Técnico, Analista e Analista Judiciário.


Para ser um Técnico do TRT, é necessário estudar:


● Língua Portuguesa;
● Raciocínio Lógico;
● Noções de Administração;
● Noções de Administração Pública;
● Prova Escrita Discursiva (redação);
● Noções de Direito Administrativo;
● Noções de Direito Constitucional;
● Noções de Direito do Trabalho;
● Noções de Direito Processual do Trabalho.


Quem almeja o cargo de Analista na Área Administrativa do TRT, terá que estudar:


● Língua Portuguesa;
● Raciocínio Lógico;
● Noções de Administração;
● Noções de Administração Pública;
● Noções de Administração Orçamentária e Financeira;
● Prova Escrita Discursiva (redação);
● Noções de Direito do Trabalho;
● Noções de Direito Constitucional;
● Noções de Direito Administrativo.


Para ser um Analista da Área Jurídica, é necessário se aprimorar e investir nos estudos contínuos em:


● Língua Portuguesa;
● Raciocínio Lógico;
● Direito Civil;
● Noções de Direito Previdenciário;
● Noções de Direito Administrativo;
● Noções de Direito Empresarial;
● Noções de Direito Penal;
● Noções de Direito Constitucional;
● Direito Processual Civil;
● Noções de Direito do Trabalho;
● Noções de Direito Processual do Trabalho;
● Prova Escrita Discursiva (redação).

 

STF - Supremo Tribunal Federal

 

Com salários entre R$ 6 mil e R$ 10 mil, mas que podem chegar aos R$ 18 mil por progressão anual, o Supremo Tribunal Federal deve abrir um concurso em 2019. Os cargos previstos são para Analista e Técnico das áreas Judiciário e Judiciário Administrativo. Os candidatos ao concurso do STF devem estudar:

● Língua Portuguesa;
● Raciocínio Lógico;
● Noções de Informática,
● Direito Constitucional,
● Direito Administrativo,
● Legislação Específica,
● Regimento Interno do STF,
● Conhecimentos Específicos;
● Língua Inglesa (para Analista Judiciário).

 

Dicas para estudar melhor


Estudar para concurso público requer disciplina, comprometimento e organização. Afinal, não adianta firmar o compromisso pessoal e não se programar a fim de que seu objetivo seja cumprido. Entretanto, algumas medidas podem auxiliar ao concurseiro no processo de estudos. Confira:


● Faça uma estrutura de estudos, incluindo quais matérias irá revisar por dia;
● Além disso, separe um tempo para revisá-las futuramente;
● Faça fichas com os principais assuntos a ser estudados;
● Organize-as fechas por disciplina e assunto;
● Procure meios alternativos como complemento para os assuntos estudados. A Rede LFG, por exemplo, oferece um canal no YouTube com videoaulas sobre os temas pertinentes a diversos certames. Inscreva-se e ative ao sininho para receber as novidades;
● Separe um tempo para relaxar;
● Veja também o nosso guia sobre como tornar sua rotina de estudos mais divertida;
● Faça leituras e releia conteúdos específicos sempre que possível;
● Ouvir podcasts pode auxiliar na retenção do conhecimento;
● Reveja provas anteriores do certame em que está interessado. Faça e refaça exercícios e confira os resultados;
● Treine a redação e procure dicas para se sair bem, sem perder o foco durante a prova.

 

 

 


Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você:

Conheça alguns cursos: