Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Raciocínio Logico - Como melhorar o seu para prestar concursos

Raciocínio Lógico: Como melhorar o seu para prestar concursos

 

Não é novidade que, como se fosse um músculo de nosso corpo, o cérebro tenha que ser constantemente exercitado. Assim, cada vez mais é necessário passar por situações novas, estimular atividades diferenciadas e estabelecer novas conexões neurais. Uma das formas mais eficientes para que este estímulo aconteça naturalmente é criar e alimentar o raciocínio lógico. Além disso, criar um bom raciocínio lógico faz com que habilidades cognitivas sejam absorvidas mais facilmente.

 

Extremamente útil para a vida pessoal e profissional, quando bem desenvolvido, ajuda também na produção e realização de provas, concursos e diversos desafios. Tudo porque a capacidade de resolução de problemas, bem como o poder de argumentação e elaboração de estratégias estão diretamente ligados a esses impulsos.

 

O que muita gente acredita - e por isso até se desanime, é que o raciocínio lógico seja algo que aconteça naturalmente, como se fosse uma habilidade inata nos seres humanos. No entanto, o blog Acontece LFG separou alguns pontos fundamentais que mostram como é possível construir e aprimorar a capacidade de pensar.

 

Os exercícios físicos são bem-vindos

 

A realização constante de atividades físicas auxilia na produção e aumento do fluxo de oxigênio na região cerebral. Além disso, a produção e liberação de neurotransmissores - substâncias responsáveis pela transmissão de informações de uma célula à outra, é continuamente impulsionada.

 

Desta forma, praticar exercícios físicos melhora o desempenho das funções cerebrais e, inclusive, pode colaborar para o controle da ansiedade em provas e desafios, ajudando a combater a depressão e o estresse.

 

Arrisque-se em coisas novas

 

Fazer coisas novas sempre que possível estimula o cérebro a criar e ampliar as conexões neurais. Pode ser apenas um novo caminho para chegar a um lugar em que esteja acostumado. Pode ser também, almoçar sempre em lugares diferentes e experimentar novos sabores. O estímulo é bem produtivo para a tentativa de aprender novos idiomas, novas expressões, ou mesmo uma nova cultura.

 

O hábito em jogos, como xadrez, bridge, damas, xadrez chinês e memória, entre outros, além de servir de momentos de escape para o estudo constante, alimenta o cérebro e amplia a capacidade de raciocinar. O importante é manter o movimento.

 

Alimente-se bem e de forma saudável

 

O bom funcionamento do corpo e da mente também depende de uma alimentação rica em nutrientes. Frutas frescas, peixes e outros alimentos com ômega 3, gordura saudável (como a encontrada em castanhas, abacate e outras frutas), vegetais - principalmente os mais verdes, ajudam a manter a concentração, além de cuidar de seu sistema imunológico e da memória.

 

Mantenha o pensamento positivo

 

Em tempos estressantes como a época de estudos é fundamental manter a cabeça fria e consciente daquilo que se deseja. No entanto, são esses momentos em que o pensamento derrotista pode tomar conta e atrapalhar os planos de quem tem um objetivo claro. Por isso pensar de forma positiva é um ótimo caminho.

 

Leve em consideração as pequenas conquistas: aquele conteúdo difícil que aprendeu, a resolução de exercícios que deram certo, além de engrandecer todos esses feitos. Desta forma, é bem possível que o funcionamento de seu cérebro acostume-se a ter rompantes e lampejos que incitem o lado bom de estudar, sem tanto estresse.

 

Durma bem

 

Essa dica está presente em muitos textos do blog Acontece LFG. E não é para menos: dormir bem ajuda a remover toxinas de seu cérebro, faz com que o corpo descanse e ainda auxilia na regeneração de suas células. Além disso, quando se tem uma noite proveitosa de sono, você fica preparado para o dia seguinte e todas as atribuições que enfrentará.

 

Em complemento, ainda ganha mais capacidade de absorver informações relevantes, ficar mais atento e tranquilo para estudar de forma mais eficaz. Procure dormir e acordar sempre nos mesmos horários. Outra dica é evitar comer coisas muito pesadas antes de dormir. Prefira um pequeno lanche saudável e de preferência nada que o desperte na hora de deitar.

 

Treine sua memória

 

Quanto mais seu cérebro trabalhar, mais você ganha. Uma boa dica pouco usada atualmente é tentar guardar informações que estão facilmente em nossas mãos, como números de telefones, endereços, caminhos e até receitas de pratos que aprecia. O exercício da memória deve ser praticado a todo o tempo. Uma outra dica é fazer contas de cabeça. Deixar o cérebro ativo com as coisas do dia a dia reforça a capacidade de memorizar itens diversos.

 

Leia bastante e escreva à mão

 

É claro que, ao montar uma rotina de estudos, você lerá bastante. Mas aproveite os momentos de descontração para ler livros que sejam de seu gosto, revistas e até textos na internet. Ler reforça também o escrever bem e corretamente. Afinal, ao memorizar as palavras quando lemos, aprendemos tanto sobre seus significados na construção de uma sentença, quanto grafias corretas.

 

O exercício de escrever à mão também ajuda a memorizar o conteúdo de forma mais precisa. Além disso, ter um caderno de anotações sempre por perto, pode criar o hábito saudável de fazer com que você queira anotar novas descobertas, bem como informações relevantes para os seus estudos. E não se esqueça: é treinando seu raciocínio lógico que ele se aprimora.

 

 

 

 

Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: