Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

13 livros para motivar concurseiros

LFG - 13 livros para motivar concurseiros

 

Quem estuda para um concurso público talvez nem aguente mais olhar para livros. É compreensível, mas também é importante lembrar que os livros são uma ótima fonte de motivação e relaxamento.

 

Quando se fala em livros motivacionais para candidatos é preciso ter algum cuidado com o que se busca, pois não existe um livro que fará alguém acordar todo domingo de manhã morrendo de vontade de estudar.

 

Porém, algumas obras de literatura, ciência ou autoajuda, por exemplo, podem trazer reflexões valiosas para tornar a maratona de estudos de um concurseiro menos sofrida e mais eficiente.

 


Confira 13 livros que te ajudarão a permanecer motivado nos estudos

 

 

1 - Autobiografia de um Yogue, de Paramahansa Yogananda

 

O livro, escrito pelo iogue indiano Paramahansa Yogananda em 1946, relata os poderes iogues de ressuscitar os mortos, ver através de paredes, curar doenças terminais, materializar perfumes e objetos, além de descrever a trajetória de estudos e meditação do autor, com ênfase na técnica de Kriya Yoga e sua missão de difundi-la no Ocidente. Yogananda também descreve sua procura por um mestre espiritual e fala de seus encontros com Mahatma Gandhi - a quem deu iniciação em Kriya Yoga.

 

"Recomendo este livro aos meus alunos. Li, certa feita, que esta obra era a única que Steve Jobs, um dos maiores empreendedores do planeta, mantinha em seu iPhone. Este livro não é apenas inspirador e está além de uma obra estritamente científica ou religiosa. Ele tem o dom de desconstruir nossa ilusória visão do mundo, despertando a percepção do Poder Divino que há em cada ser humano. Costumo dizer que, entre as suas linhas, há uma chave. Quem a encontra, redescobre a si mesmo", comenta Pablo Stolze, mestre em direito civil, juiz de direito do Tribunal de Justiça da Bahia e professor da LFG.

 


2 - Aumente o poder do seu cérebro, de John Medina

 

O livro traz 12 princípios sobre o funcionamento da mente que ajudam a melhorar a capacidade cognitiva. O autor fornece sugestões sobre como usar conhecimentos no dia a dia com simplicidade e eficiência. Aplicando o que ele chama de 'Regras do Cérebro', o leitor descobre o que evitar e o que fazer para se sair bem em diferentes tipos de atividades, inclusive durante os estudos ou provas.

 

“Medina é um pesquisador sério e experiente, vinculado a grandes instituições norte-americanas. No livro, apresenta 12 regras para melhorar a compreensão do funcionamento do cérebro, muito práticas e diretas. A primeira, aliás, é muito esquecida pelos estudantes: exercício físico é fundamental para o cérebro”, conta Edilson Vitorelli, doutor em direito e professor da LFG.

 


3 - Foco Triplo, de Daniel Goleman e Peter Senge

 

Neste livro, Daniel Goleman e Peter Senge apresentam ferramentas que hoje são mais necessárias do que nunca: a autoconsciência, a empatia e o entendimento da nossa relação com o mundo. Ao desenvolver essas três habilidades, é possível melhorar o desempenho acadêmico, o desenvolvimento pessoal e os relacionamentos.

 

Em um mundo onde as distrações são cada vez maiores, é essencial que os métodos de ensino acompanhem essas mudanças. A educação precisa acomodar as demandas das novas gerações e do mundo contemporâneo.

 

“O livro aborda os problemas da aprendizagem em um mundo em que ninguém consegue passar mais que 15 minutos longe do WhatsApp. Goleman ficou tão famoso com seus trabalhos sobre inteligência emocional que acabou sendo confundido com autor de autoajuda. Não é. A obra é bem fundamentada e interessante”, explica Vitorelli.

 


4 - A mente organizada: Como Pensar com Clareza, de Daniel Levitin

 

A boa e velha organização é fator fundamental para se navegar no mar de informações do mundo moderno. Enquanto notícias, textos, contas e aplicativos invadem nosso cotidiano, espera-se que tomemos decisões rapidamente e cada vez maiores.

 

O livro traz capítulos sobre temas que vão desde a gaveta bagunçada da cozinha até cuidados com a saúde. Daniel Levitin apresenta avanços recentes nos estudos sobre o cérebro e mostra métodos que podemos aplicar no dia a dia para adquirir uma sensação de controle sobre a maneira como organizamos nossos lares, nossos ambientes de trabalho e nossas vidas.

 

“O texto aborda um problema constante para todo estudante de concursos: organização. Não se sofre mais (como na minha época de candidato) com falta de informação, mas com excesso de livros, de manuais, de aulas, de opiniões. Isso faz com que seja cada vez mais difícil ordenar as ideias, o pensamento e a vida. Levitin é professor de neurociência na McGill University, no Canadá”, conta Edilson Vitorelli.

 


5 - A arte de esquecer: Cérebro, memória e esquecimento, de Ivan Izquierdo

 

O livro do renomado neurocientista Iván Izquierdo fala sobre como e por que esquecemos ou precisamos esquecer, e abrange muitos e diferentes aspectos. 'A arte de esquecer' demonstra como a pesquisa científica sobre o funcionamento do cérebro pode ser acessível, mesmo quando trata dos mistérios da memória e do esquecimento. Você vai conhecer os vários tipos de memória, bem como suas respectivas áreas cerebrais.

 

Vai também compreender porque esquecemos tanto, e conhecer as várias formas de esquecimento; bloqueio, extinção e repressão. Ao final saberá que esquecemos para poder pensar, esquecemos para não enlouquecer e para poder conviver e sobreviver.

 

“Neste livro, o autor argentino naturalizado brasileiro aborda uma das questões que mais atormenta o estudante: o esquecimento. É difícil definir quais informações podem e até devem ser esquecidas e quais devem ser armazenadas. É uma coletânea de artigos interessante, que pode ser lida aos poucos”, explica Vitorelli.

 


6 - Motivação 3.0, de Daniel Pink

 

O autor defende nesta obra que a motivação à base de recompensas e punições já não é mais eficiente, e que os fatores motivacionais vêm de dentro de cada um. É o legado deixado no mundo e o nível de satisfação pessoal e profissional que faz as pessoas buscarem um melhor desempenho e resultado no que se propõem a fazer. Este livro procura ensinar o leitor a usar esses princípios.

 

“Pink afirma que autonomia, maestria e propósito são os três principais fatores motivacionais dos indivíduos e quem acha que apenas o dinheiro motiva não poderia estar mais enganado. O dinheiro é importante, mas não é tudo. O autor trata a motivação do ponto de vista técnico, com estímulos e recompensas, sem soluções mirabolantes. Uma curiosidade sobre o autor: em 2008, Oprah Winfrey foi convidada para dar uma aula inaugural na Universidade de Stanford e presenteou todos os alunos com uma cópia de um livro de Pink, ainda inédito no Brasil: A Whole New Mind: Why Right Brainers Will Rule the Future”, conta o professor.

 


7 - A arte de fazer acontecer, de David Allen

 

David Allen é consultor de gestão e partilha nesse livro alguns métodos que visam ajudar a conquistar um melhor desempenho, sem stress. O leitor aprenderá a aplicar a regra de 'fazer, delegar, adiar, abandonar' para conseguir esvaziar o seu tabuleiro de entrada. O autor também explica a reavaliar objetivos e manter-se focalizado durante situações de mudança, a planejar e fazer avançar projetos, a superar sentimentos de confusão e de ansiedade e sentir-se bem em relação ao que não está a fazer.

 

Allen acredita que a produtividade é diretamente proporcional à capacidade de descontrair. Ele tenta mostrar que só quando a mente está limpa e os pensamentos organizados é que se pode conquistar resultados eficazes e libertar o potencial criativo. Ao apresentar princípios e truques, este livro pretende transformar a forma de trabalhar e viver.

 

“Adianta muito pouco ser motivado e não conseguir implementar os seus sonhos. Allen nos coloca com os pés no chão. Querer sucesso, querer aprovação, todos querem. O problema é direcionar os esforços, de modo eficiente, para essa trajetória. Produtividade sem estresse, o lema do autor, certamente é algo a ser buscado por qualquer candidato. Embora voltado ao mundo empresarial, o livro pode contribuir para os estudantes também”, explica Edilson.

 


8 - Minha Breve História, de Stephen Hawking

 

O livro conta a trajetória de Hawking, desde a infância na Londres do pós-guerra até o reconhecimento científico internacional. Com fotos pessoais, raramente publicadas, este relato apresenta o leitor a um Hawking quase nunca vislumbrado nos livros anteriores - o estudante curioso que foi apelidado de Einstein; o brincalhão que já apostou com um colega sobre a existência de um buraco negro; e o jovem marido e pai lutando para alcançar prestígio no mundo da física e da cosmologia.

 

Hawking discorre sobre os desafios que precisou enfrentar após o diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos. Ao contar sobre o desenvolvimento de sua carreira, ele explica que a ideia de uma morte prematura o incitou a se dedicar com mais afinco às descobertas intelectuais.

 

"A incrível história do físico Stephen Hawking, contada por ele mesmo com sinceridade, lucidez e nenhuma autopiedade. Como uma pessoa transforma uma quase sentença de morte numa vida extraordinária", explica Roberto Caparroz, professor da LFG e doutor em direito tributário.

 


9 - Tratado da Argumentação, de Chaim Perelman

 

As preocupações que permeiam este livro vinculam-se àquelas dos autores da Renascença e, mais ainda, às dos autores gregos e latinos que estudaram a arte de convencer e as técnicas da discussão. Este tratado é dirigido não apenas aos filósofos, mas a todos aqueles que têm a tarefa de convencer, seja a que título for.

 

"A linguagem e o pensamento são elementos essenciais para o sucesso no mundo dos concursos. Estudar a nova retórica, os segredos da argumentação e da arte da persuasão permite ao candidato escrever melhor e, acima de tudo, desvendar as questões propostas pelas bancas examinadoras", explica Caparroz.

 


10 - No ar rarefeito, de Jon Krakauer

 

Contratado por uma revista para escrever sobre a crescente comercialização da escalada do monte Everest, Jon Krakauer participou de uma expedição guiada ao topo do mundo. Em 10 de março de 1996, atingiu com muito custo os 8848 metros de altitude.

 

Enquanto descia ao acampamento, nove alpinistas morreram, e até o final daquele mês outros três não resistiriam à empreitada. Muito abalado pela tragédia e obcecado em rever o evento em detalhes, Krakauer escreveu este depoimento tocante sobre o sentido da vida e o poder dos sonhos.

 

"O livro narra a trágica história de uma expedição que enfrentou o Everest em 1996 contada por quem esteve lá. É um depoimento imperdível sobre como enfrentar grandes desafios, viver sonhos e superar dificuldades", conta Roberto.

 


11 - O Mercador de Veneza, de William Shakespeare

 

Em 'O Mercador de Veneza', William Shakespeare concebe uma peça que mistura fantasia e realismo. Tramas conexas progridem sobre a mítica multa de uma libra de carne ante um empréstimo de três mil ducados pelo judeu usuário Shylock para o cristão Antônio, os quais são personagens não só nebulosas como também ambíguas. Essas figuras compõe um painel, onde comédia e tragédia transitam do particular para o geral.

 

"Um dos livros supostamente mais simples de Shakespeare revela-se o primeiro (e talvez o melhor) estudo sobre a interpretação jurídica, a aplicação das leis e dos contratos. Indispensável a concurseiros”, explica o professor.

 


12 - Mindfulness, de Mark Williams e Danny Penman

 

O livro apresenta um curso de oito semanas com exercícios e meditações diárias que ajudam a se libertar das pressões cotidianas, a se tornar mais compassivo consigo mesmo e a lidar com as dificuldades de forma mais tranquila e ponderada.

 

"É um guia prático e bastante elucidativo sobre meditação, com exercícios para controlar a ansiedade e melhorar a atenção. Útil e com base científica, vai ajudar os concurseiros a enfrentar com mais tranquilidade o desafio e o stress de estudar", diz Caparroz.

 


13 - Lógica, de Stan Baronett

 

Este livro traz a lógica básica, matéria cobrada em inúmeras disciplinas que exigem raciocínio lógico e encurta a distância entre o aluno e a matéria mostrando que a lógica faz parte do cotidiano de todos.

 

"A lógica é a mais poderosa ferramenta do raciocínio e uma aliada fundamental para qualquer concurseiro. Todos aqueles que quiserem se tornar ‘matadores de questões’ precisam conhecê-la e este livro é uma excelente introdução, didática e com ótimos exemplos”, finaliza o professor.

 

 

 

Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Recomendamos para você:

Central de Vendas
×

Central de Vendas

4003-3406

Atendimento de 2ª a 6ª feira, das 09h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h, exceto feriados e seguindo o horário de Brasília.