Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Como saber o momento certo para fazer intercâmbio com foco na carreira

Como saber o momento certo para fazer intercâmbio com foco na carreira

 

O sonho de aprender outro idioma ou mesmo de conhecer um novo país e outra cultura não tem idade. Afinal, é na adolescência que os interesses começam a ser marcados por novidades legais. É também nessa fase da vida que o conhecimento atrelado àquilo que satisfaz um desejo é consideravelmente procurado e absorvido. Geralmente, esse é o passo que adolescentes dão em direção ao intercâmbio.

 

No entanto, mesmo que você já tenha passado pela experiência quando muito jovem, ter novamente a chance de conhecer, desta vez profissionalmente, outro país, região e idiomas é tentador para quem deseja desbravar e crescer em sua carreira.

 

Mesmo para quem está mais velho e com mais ambições, os cursos são inúmeros: desde aqueles focados em aprender uma nova língua (ou mesmo se aprimorar em uma já um tanto conhecida) como aqueles que agregam em sua carreira uma especialização internacional. Vale lembrar que, principalmente em Direito, as leis podem ser tratadas de acordo com o que rege o país de sua escolha.

 

A escolha do idioma

 

Considerar algum programa de extensão universitária, MBA ou pós-graduação fora do Brasil pode ser a mola propulsora que falta para que sua carreira decole. No entanto, para estudar algum conteúdo (que não seja o próprio idioma) em uma dessas modalidades, é necessário saber o quanto você se comunica, escreve e compreende o idioma em que o curso será apresentado.

 

Afinal, de nada adianta fazer um MBA em Direito Ambiental nos Estados Unidos se não dominar completamente o idioma inglês. Entretanto, nem tudo está perdido: se você não domina completamente a língua e dispõe de tempo e dinheiro para investir em sua carreira, comece por um curso do idioma. Diversos com foco em moldes corporativos e o chamado inglês para negócios estão disponíveis. O mesmo acontece para o idioma espanhol, para o italiano e tantos outros.

 

Duração do curso e custos

 

Outro ponto não menos importante é a duração do curso. Existem modelos de curta duração, a partir de um mês de curso rápido e outros que vão de três meses a dois anos. Depende do que você desejar e do que couber em seu bolso. A pesquisa tem que ser intensa sobre o assunto. Para sair do país, primeiramente, é preciso resolver todos os trâmites de imigração.

 

Por isso, passaporte, documentos comprobatórios de escolaridade (para o caso de cursos de pós-graduação e até alguns MBAs) devem estar em dia. Além disso, também há necessidade de obtenção de visto. Procure informações nos consulados do país em que deseja iniciar seu curso e confira todos os requisitos.

 

A moradia também é um ponto importante. Estude a região em que pretende morar, veja a proximidade do local do curso que escolher, bem como as possibilidades disponíveis. Pode ser que famílias estejam dispostas a hospedar estudantes. Isso pode, inclusive, fazer com que você participe do cotidiano de outras pessoas, conhecendo a cultura a fundo.

 

No entanto, outras possibilidades como dormitórios compartilhados ou moradias com outros alunos interessados na mesma instituição de ensino ou curso similar pode ser a saída para que haja mais privacidade.

 

Possibilidade de trabalho

 

É preciso ficar atento: alguns vistos de estudante não permitem que o aluno trabalhe em outro país enquanto faz seu curso. A opção para quem deseja trabalhar, no entanto, está em procurar estágio em grandes corporações. Geralmente, as empresas exigem que o interessado domine o idioma para o preenchimento de suas vagas.

 

No entanto, uma opção válida para quem deseja saber tanto sobre a cultura quanto impulsionar a carreira é o trabalho voluntário. As causas humanitárias estão sempre em alta e, estar atrelado a algum trabalho voluntário em uma causa importante, pode ser a porta de entrada para o mercado de trabalho no Brasil e em diversos lugares do mundo.

 

Os principais destinos que aceitam diversos tipos de trabalho voluntário são países da África, a Índia, o Nepal e alguns países da América Latina (para quem não quer ir tão longe do Brasil).

 

A importância do foco

 

Especialistas afirmam que não importa a idade: se a pessoa não estiver focada e interessada em se aprimorar por meio do curso escolhido, não tem jeito. Tudo porque, tem gente que nunca passou pela experiência de ficar fora de seu lar e por isso aproveita a independência.

 

É claro que para o intercâmbio, dependendo do tempo previsto, tem que sobrar alguns dias para a diversão. Entretanto, tem que tomar cuidado com os excessos de liberdade para que seus objetivos com o curso escolhido sejam atingidos.

 

Uma boa estratégia é programar seus estudos de acordo com a agenda do curso. Para tanto, separe os dias e noites de lazer, sem que comprometam seu objetivo de estudar. Prepare momentos para participar de aulas presenciais, para assistir as aulas online, para participar de discussões em grupo e para fazer uma lição de casa que engrandeça seu aprendizado.

 

Tente não se isolar. Ter contato com moradores locais, estudantes de outras culturas ou mesmo pessoas que não participem necessariamente dos mesmos cursos que você pode trazer grandes recompensas, como aprimorar seu conhecimento no idioma ou na cultura local. Com a organização correta, quem sabe não sobra tempo e também dinheiro para uma viagem aos arredores quando terminar o intercâmbio? Aproveite!

 

 

 

Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: