Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Como ser um aluno mais atencioso

Como ser um aluno mais atencioso

 

Não é nenhuma novidade que as distrações que estão ao redor quando se está estudando são inúmeras. É o celular, os barulhos externos e às vezes a interferência de pessoas no mesmo ambiente (como em sala de aula, por exemplo), tomam de assalto toda e qualquer concentração. No entanto, principalmente para quem se prepara para concursos, estudar é fundamental e evitar as dispersões corriqueiras pode se tornar um peso.

 

Para tanto, o blog Acontece LFG separou uma série de medidas que podem, além de tornar seus estudos mais produtivos, deixar com que as distrações não o acometam ou comprometam o momento de seu aprendizado. Veja como ser um aluno mais atencioso e não se perder em tanto conteúdo. Confira.

 

Foco no processo de estudar

 

O foco é o principal amigo desta empreitada chamada estudar. Para ser um aluno atencioso, é necessário investir na possibilidade de se manter o maior tempo possível focado. Especialistas afirmam que, inclusive, é importante se preparar para todo o processo e não somente olhar para o resultado. É claro que o resultado (como passar no concurso de seus sonhos, por exemplo) é importante.

 

Mas o mais indicado é ter foco em todo o processo de estudar. Prepare o ambiente e não se atenha a pequenas distrações. O lance também é deixar a frustração de lado. Teve um dia ruim de aproveitamento dos estudos? Retome o conteúdo que foi mal absorvido em outro momento.

 

Às vezes, simplesmente deixar um pouco de lado o que está aprendendo e tomar um café ou caminhar, faz com que na retomada você veja aquele material com outros olhos. Mantenha-se conectado com o que está aprendendo e não terá mais problemas de concentração quando retomar o assunto.

 

Organização é a palavra de ordem


Mesmo nas aulas é preciso ter um sistema organizado de aprendizado. Assim, a cada tópico novo ou em uma revisão relevante para o seu conhecimento, o melhor a se fazer é organizar da maneira que mais lhe convier todo esse conteúdo. Alguns preferem fazer listas e, em tópicos, colocar o que é mais importante para sua memorização.

 

Outros preferem desenhar esquemas visuais em modelos de caixas de conteúdo. Desta forma, separar cada um dos assuntos e entender a ligação complementar que cada um deles tenha um com o outro é uma forma eficaz para as conexões de aprendizado necessárias.

 

Estimular a organização de seu cérebro e dos assuntos que precisam ficar em sua memória, nunca somente no modelo de decorar o que está vendo, faz com que o conteúdo seja realmente apreendido. Assim, fica mais fácil fazer as revisões e organizar seu aprendizado.

 

Sinta o prazer da atenção

 

Faça um teste: tente prestar atenção às aulas como se não houvesse mais oportunidade para rever aquele conteúdo. É claro que sempre haverá - e deverá ter - a possibilidade de estudá-lo novamente. Mas com esse exercício e treinamento, o que vale é aprender de uma vez.

 

Aproveite o foco amigo e “a sua única chance” para explorá-lo por inteiro. Veja se o professor pode explicá-lo quantas vezes for necessário e compartilhe suas ideias e entendimentos com o restante da sala. Com essa dinâmica é possível que, ao contar e explicar a alguém o que aprendeu, a informação se fixe da melhor forma.

 

Além disso, observe o quanto é prazeroso entender determinado conteúdo e ainda contar com a ajuda dos colegas de estudo. Quando se aprende algo necessário para impulsionar suas conquistas o prazer do conhecimento é inigualável.

 

Troque o conhecimento com o grupo

 

Em sala de aula, o simples fato de não estar sozinho, como em uma aula particular, faz com que a atenção seja perdida pelo simples fato de ter mais pessoas lado a lado. São muitas cabeças juntas, cada uma aprendendo o conteúdo de sua maneira pessoal.

 

No entanto, que tal reverter esse jogo e aproveitar o conhecimento dos outros em complemento ao seu? O simples fato de mais pessoas entenderem das mais variadas formas sobre determinado assunto faz com que a troca seja valiosíssima.


Tudo porque, por meio de particularidades de cada indivíduo, o aprendizado se dá de diferentes formas. Então, basta ouvir o que seu colega tem a dizer sobre o assunto estudado e, em contrapartida, também expor o que foi entendido por você.

 

Conversar e debater os conhecimentos adquiridos é uma das melhores formas de tê-los consolidados e firmes em sua mente. É assim que áreas do cérebro são ativadas e fortalecem as conexões necessárias para que aquele tema se fixe.

 

Interaja com seus parceiros de estudo

 

Em complementação ao tópico anterior, a interação com outros colegas pode acontecer até mesmo fora do ambiente da sala de aula. Afinal, se você tiver um tempo a mais dedicado a estudar, junte os colegas mais dispostos a trocar o conhecimento e reúna-se em outro local.

 

Procure locais silenciosos e agradáveis. Pode ser uma biblioteca, por exemplo. Mas nada o impede de estudar com a turma em um canto sossegado de um parque. Evite aglomerados de pessoas como restaurantes, lanchonetes ou mesmo áreas comuns de seu centro de estudo. Lembre-se que a atenção não é conquistada gratuitamente e que todo seu empenho deve valer a pena.

 

Procure por dinâmicas de autoconhecimento

 

Nada como se conhecer bem para, primeiramente, saber qual a forma mais eficaz de reter sua atenção. Além disso, atividades paralelas como música, meditação, yoga, esportes ou mesmo sessões de leitura, cinema e teatro podem trazer inserções de autoconhecimento extremamente válidas para seu processo de aprendizado e atenção.

 

Descubra o que é melhor para você e invista algum tempo nessa atividade. Às vezes o melhor é fazê-las em grupo, mas tudo depende do que faz com que você se sinta mais preparado para ter mais atenção.

 

Obtenha feedbacks

 

As avaliações sobre seu desempenho devem estar de acordo com o planejamento de estudos que você, no início do processo, criou. No entanto, é importante obter feedbacks para saber se o caminho trilhado está correto e se seu aprendizado está satisfatório e prazeroso.

 

Saber como melhorar sua disposição, atenção nas aulas e o engajamento em aprender os assuntos necessários para qualquer tipo de exame vai te trazer satisfação e tranquilidade na hora de fazer a prova. Entenda seus pontos fracos, faça revisões continuamente e veja qual o melhor método para obter seu conhecimento e ter total atenção. Boa sorte!

 

 

 

 

 


Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: