Blog Acontece

A LFG acredita que uma boa apresentação vai além dos materiais didáticos; por isso, disponibiliza um portal de conteúdos completo para você se aprofundar ainda mais.

Concurseiros: como fazer um planejamento financeiro para os estudos

Concurseiros: como fazer um planejamento financeiro para os estudos

A aprovação em concurso público para a conquista de um emprego melhor envolve investimento de tempo e dinheiro. Como a concorrência é grande, o concurseiro precisa de muita preparação e dedicação aos estudos, o que exige um bom planejamento financeiro para sucesso desse projeto.

Além de gastos com cursos preparatórios, os candidatos a cargos públicos têm despesas com a compra de livros, apostilas e inscrições nos certames, entre outros desembolsos. Por isso, o concurseiro também precisa fazer um plano financeiro para investir em capacitação e aumentar suas chances de ingressar no setor público.


Planejamento financeiro para concurso público


Muitas pessoas querem ingressar no setor público, mas alegam falta de dinheiro para fazer cursos preparatórios. Os que trabalham têm mais facilidade para investir nos estudos, enquanto que os sem emprego fixo dependem de apoio da família ou de suas economias.

 

Em ambos os casos, o candidato precisa cortar gastos e fazer um plano financeiro para colocar seu projeto em ação. Consultores em educação financeira dão algumas dicas de como montar um plano financeiro para investimento em estudos. Veja a seguir:


Definição do objetivo


Antes de tudo, você precisa ter o desejo de fazer carreira no setor público e traçar um plano de metas para realizar seu sonho. Sem comprometimento, nenhum projeto vai para frente. Evite ficar atirando para todos os lados, pois cada inscrição para provas gera gastos. Então, escolha o cargo que pretende ocupar e foque em seu objetivo.


Controle seus gastos


Como qualquer projeto de vida, a busca por uma carreira pública exige sacrifícios, mas apenas temporariamente. Você terá que economizar para pagar os estudos. Controle seus gastos, tenha metas (quantitativas: prazos e valores) definidas e um plano de ação para cada meta (de onde vem o dinheiro a ser economizado). Prefira também formas de pagamento que lhe beneficiem (à vista, por exemplo).

Uma boa dica é registrar todos os gastos e ganhos mensais em uma planilha no Excel ou em um aplicativo para auxiliar na sua gestão financeira. É possível fazer essa contabilidade também no caderno. Evite confiar na memória, já que as informações escritas permitem melhor controle e visualização das despesas.

Esse controle mostrará para onde está indo o seu dinheiro e o que pode tirar do orçamento mensal. Talvez você perceba que, ao começar a estudar para concurso público, não terá mais tempo para ver tantos canais do serviço de TV a cabo que está pagando. É uma oportunidade para migrar para um pacote mais barato. O mesmo pode acontecer com o plano de internet ou de celular.

Outro serviço que pode ser revisto é o de tarifas bancárias. Muitas pessoas pagam um valor alto para manutenção de contas, que às vezes não usam nem sabe quanto pagam. Há a opção da migração para um pacote básico ou até os gratuitos, contemplados pela resolução 3919/10 do Banco Central. Claro que os banco não informam aos clientes sobre esse benefício.

É possível economizar também com planos de academias. Muitas pessoas pagam o ano inteiro por esse serviço sem fazer uso dele. Dá ainda para reduzir o consumo de luz, gastos com alimentação fora do lar, assinaturas de sites para estudos que o concurseiro nunca acessa e outras despesas.

Coloque uma lupa em sua planilha mensal e você achará algo que pode ser cortado para melhorar as finanças e ter mais dinheiro para estudar.


Faça uma poupança


Consultores em educação financeira sempre recomendam o hábito de poupar dinheiro. A maioria dos brasileiros não faz isso com o argumento de que o salário mensal que entra vai todo para pagar contas.

Esse é um comportamento errado na visão de especialistas em mercado financeiro. Segundo eles, as pessoas deveriam traçar uma meta para economizar mensalmente entre 10% e 30% do que ganham, independentemente dos rendimentos serem altos ou baixos.

A dica dos consultores é, antes de pagar as contas, separar todo mês uma quantia do salário para depositar em uma poupança no banco. Muitos não conseguem ter uma reserva de dinheiro porque gastam mais do que ganham. Com a planilha mensal, ficará mais fácil fazer esse controle.

Ao conseguir fazer economias, será possível traçar um plano de investimentos de cursos preparatórios para médio e longo prazo, dependendo do cargo desejado.


Estabeleça prioridades


Sair com amigos para jantar em um restaurante caro, assistir a um show ao vivo ou viajar no fim de semana são atividades tentadoras. Porém, envolvem desembolso de dinheiro e investimento de tempo que poderiam ser canalizados para os estudos.

Isso não quer dizer que o concurseiro tenha que abrir mão do lazer. Muito pelo contrário, ele precisa de momentos de diversão para aliviar o estresse da agenda pesada de estudos.

Se a sua prioridade é crescer, alcançar um emprego público, então empenhe-se nesse objetivo. Todas as restrições e esforços que você fizer agora serão recompensados quando estiver no cargo desejado.

 

Portanto, nada de gastos expansivos. Economize, que assim sobrará mais dinheiro para aplicar em sua preparação para concursos públicos.


Pesquise e compare curso preparatórios


Você já sabe qual curso quer fazer, quais materiais didáticos precisa comprar para sua preparação? Na hora de escolher, foque na qualidade e nos resultados.

Considere a eficácia das aulas e também a sua disposição de tempo. Quando é a prova que você quer realizar? Qual método vai prover o conhecimento necessário até essa data? Quanto você precisa investir? Quanto tempo você tem para juntar dinheiro?

Respondidas essas questões, compare todas as opções e veja qual se encaixa melhor no seu plano de tempo e dinheiro. Não vale a pena pagar barato e não obter os conhecimentos cobrados pelos editais. Procure por instituições de ensino que possuam metodologias consolidadas.

Trabalhar com prazos e economia é a receita para conseguir o maior sucesso em sua preparação. Lembre-se que não são gastos à toa, trata-se verdadeiramente de um investimento que tende a trazer retorno no futuro, com aprovação para o cargo de seus sonhos.


Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: