Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Deu branco na hora da prova! O que fazer?

Deu branco na hora da prova! O que fazer?

 

 

Seus estudos estão organizados. Afinal, você fez um cronograma, tem o edital na ponta da língua além de ter feito e refeito exercícios para praticar o conhecimento adquirido.

 

No entanto, é no momento da realização da prova que o branco pode aparecer e colocar a perder todo o tempo dedicado para a ocasião.

 

Associado principalmente ao estresse e à pressão, o chamado “branco” aparece sem ser convidado. É um intruso que confunde nossa mente e não colabora em nada com o bom desempenho em um concurso.

 

Por isso, o blog Acontece LFG separou alguns pontos importantes para minimizar o efeito causado pelo esquecimento momentâneo, de acordo com especialistas em realização de provas. Confira!

 

Os principais inimigos

 

O sono, o descontrole emocional e, principalmente, o estresse e a pressão, como citados acima, são os principais vilões do esquecimento na hora da prova.

 

Por isso, o primeiro passo é reconhecê-los e afastá-los. No entanto a tarefa não é tão simples. Vale lembrar que a disciplina e a concentração andam juntas nessa empreitada de sucesso durante o exame. Destrinchando um a um, temos:

 

Sono

 

Com uma programação bem feita, possivelmente a necessidade de passar noites em claro para estudar não acontecerá. O segredo é dividir o tempo em matérias e controlar o calendário a seu favor.

 

A hora de dormir deve ser respeitada, bem como a quantidade necessária de horas de sono. De nada vale, por exemplo, virar as noites anteriores à prova no intuito de reforçar o que você estudou ao longo do período todo. Afinal, na hora da prova, o sono pode aparecer e fazer com que tudo seja perdido.

 

Especialistas afirmam que, além de não ser produtivo, perder essas valiosas noites de sono impedem que as toxinas que circulam em nossos neurônios durante o dia acordado sejam dispensadas e renovadas.

 

Ao contrário, se ficarmos acordados, além das toxinas não irem embora, novas serão acumuladas, podendo causar irritabilidade, desconcentração e falhas em conexões primordiais.

 

Descontrole emocional

 

Descontrolar-se emocionalmente é perder, por meio de gatilhos, o que realmente está acontecendo com seu corpo e mente. Assim, se descontrolar pode dar lugar à raiva, ao aumento da pressão arterial, taquicardia.

 

O fator descontrole também pode ser associado a problemas pessoais de ordem financeira ou mesmo ser sobre perdas irreparáveis que acontecem em sua vida.

 

Por isso, manter os pés no chão, bem como identificar o que lhe tira do sério, são passos fundamentais para evitá-lo. Geralmente, a pressão para quem estuda para um concurso é muito alta e pode vir de todos os lados.

 

Durante a prova é comum ficar com raiva. Basta, por exemplo, se deparar com algo que você julgue que não tenha estudado de forma correta. Pronto! O inimigo está instalado em seu cérebro.

 

Os mais variados sentimentos podem acompanhar esse estado: raiva, descontentamento, incompetência, falta de confiança, fragilidade, crises de ansiedade, entre outros.

 

Para deixá-los bem longe, fazer exercícios físicos, alternar horários de estudo com diversão e coisas prazerosas e alimentar-se corretamente são os tópicos mais indicados.

 

Pressão

 

Sentir-se pressionado é um dos sentimentos mais comuns para o concurseiro. Afinal, a pressão pode vir de um desejo de conquistar o cargo sonhado, de familiares que apostam no candidato como promissor na carreira pública ou mesmo pela estabilidade e crescimento na carreira. Atender às expectativas, sejam as próprias ou de outros, não é fácil.

 

No entanto, esses sentimentos vulneráveis ainda encontram como companheiros mudanças neurológicas, hormonais e cognitivas. Um dos hormônios que se altera com a pressão é o cortisol.

 

Responsável por afetar o sistema imunológico, esse hormônio também prejudica a concentração, organização do raciocínio e capacidade de memorização.

 

Alguns pontos fortes podem ajudar a evitar o acúmulo e o desespero que a pressão causa: dividir com familiares, desabafar e procurar momentos para se desligar do assunto da prova servem como direcionais das boas práticas contra a pressão. Quando o peso é dividido com alguém, fica mais leve, não é mesmo?

 

Chame alguém para conversar e dividir a pressão que está sentindo. E não se esqueça de aliviar a tensão com caminhadas, outras leituras, conversas agradáveis, programas divertidos e muito carinho (com você e com os que te rodeiam).

 

Estresse

 

Com o estresse, o cortisol aparece novamente. E, como vimos, sua aparição não deixa ninguém contente. Esse peso se multiplica quando a data do exame se aproxima.

 

Para se livrar desse sentimento e de toda a estafa, praticar exercícios, conversar com quem está passando pela mesma situação que você e ainda escrever sobre as sensações que lhe afligem são premissas quase que obrigatórias.

 

Além disso, procurar formas para diminuir a ansiedade do momento é uma ótima pedida. Estudar de forma mais tranquila e de acordo com o que mais lhe agrada também é uma forma de jogar o estresse fora.

 

Afinal, se seu ambiente de estudos é aconchegante e o deixa confortável com aquele momento, bem como para adquirir todo o conhecimento necessário, a probabilidade do estresse aparecer na hora da prova é menor.

 

Como evitar o branco

 

Deixar de lado os problemas acima são considerados os primeiros passos importantes para evitar que o indesejado branco apareça na hora da prova. Para afastá-lo de vez, alguns pontos são fundamentais:

 

● Em seu programa de estudos reserve um tempo para revisar. Assim, procure o que é mais eficaz para você: fichas de desenho, organogramas, esquemas, tópicos, itens visuais, áudio e videoaulas e tudo o que puder ajudar a memorizar e aprender determinados conteúdos são válidos para evitar o esquecimento;
● Na continuidade dos estudos, procure escrever e reler um pequeno resumo dos pontos mais importantes da disciplina;
● Prepare-se psicologicamente para o momento da prova. Procure pensar nele com tranquilidade;
● Evite alimentação pesada no dia anterior e no dia de realizar a prova. A cafeína também deve ser usada com cuidado, uma vez que pode tirar sua concentração;
● Se notar que o branco ainda o incomoda, procure dar uma volta. Se possível, saia do lugar, tome água, lave o rosto. Dê-se um tempo e volte ao local da prova;
● Controle sua respiração na hora do nervosismo e não deixe que o descontrole emocional tome conta de você;
● Mantenha a mente concentrada em seus objetivos, sem se pressionar para isso.


Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: