Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Dicas para a primeira fase do exame da OAB

Dicas para a primeira fase do exame da OAB

 

Está chegando o dia da primeira fase do XXVII Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), marcado para o dia 18 de novembro. A aproximação da data aumenta a ansiedade dos recém-formados em Direito que vão tentar conquistar o passaporte para exercer sua nova profissão.

 

Para esses candidatos, listamos algumas dicas que podem ajudar a melhorar o seu desempenho na prova. O exame da OAB é obrigatório para bacharéis em Direito obterem o registro profissional que permite o exercício da carreira de advogado no país.

 

A banca organizadora do teste é a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que aplica as provas em duas etapas, ambas de caráter eliminatório. Os que tiverem um aproveitamento de no mínimo 50% na primeira fase garantem uma vaga para a segunda etapa, que é teste prático-profissional, previsto para 20 de janeiro de 2019.

 

Como é a primeira fase do exame da OAB

 

A primeira fase do exame da OAB é uma prova objetiva. O teste contempla 80 questões de múltipla escolha sobre as 17 disciplinas estudadas pelos candidatos durante a graduação em Direito. Veja a seguir essas matérias e a quantidade de perguntas que cada uma cobra:



1 - Ética Profissional (8 questões)
2 - Filosofia do Direito (2 questões)
3 - Direito Constitucional (7 questões)
4 - Direitos Humanos (2 questões)
5 - Direito Internacional (2 questões)
6 - Direito Tributário (5 questões)
7 - Direito Administrativo (6 questões)
8 - Direito Ambiental (2 questões)
9 - Processo Penal (6 questões)
10 - Processo do Trabalho (5 questões)
11 - Direito Civil (7 questões)
12 - Estatuto da Criança e do Adolescente (2 questões)
13 - Direito do Consumidor (2 questões)
14 - Direito Empresarial (5 questões)
15 - Processo Civil (7 questões)
16 - Direito Penal (6 questões)
17 - Direito do Trabalho (6 questões)

 

Dicas para aumentar as chances de aprovação


O edital para a primeira fase do XXVII exame da OAB foi publicado em 18 setembro de 2018. Nathalia Masson, especializada em Direito Constitucional e uma das professoras do curso preparatório da LFG para o exame, analisou minuciosamente o comunicado da FGV.

 

Ao comparar o edital deste ano com o de 2017, Nathalia afirma que não há nenhuma mudança significativa. Pelas suas análises, os candidatos que fizerem uma boa preparação conseguirão acertar 50% do teste.

 

“É perfeitamente possível vencer a primeira fase do Exame de Ordem Unificado. Você não tem que gabaritar a prova”, diz a professora. Ela afirma que os candidatos não têm que acertar todas as questões de Direito Constitucional, de Ética ou de outras disciplinas.


“Com 40 pontos, você avança para a etapa seguinte e vai estudar aquela disciplina que escolheu”, explica Nathalia. Entretanto, ela avisa que para obter essa pontuação, tem que ter estudo e estratégia de preparação para o teste.

 

Segundo ela, é essencial ter um plano para revisão dos conteúdos, considerando prazo curto para os estudos. “É melhor direcionar atenção nos pontos que são mais cobrados em cada uma das disciplinas. Existem várias doutrinas únicas para você escolher e focar naquilo que mais cai no exame”, aconselha a professora da LFG.

 

Para organizar os estudos, Nathalia esclarece que leis que entraram em vigor depois da publicação do edital da FGV, em 18 de setembro de 2018, não caem na prova. Alterações em dispositivos legais e normativos após essa data também não serão objeto de avaliação nas provas.


Ao comentar alterações importantes ocorridas no segundo semestre de 2018 até a publicação do edital, a professora cita a intervenção do governo federal no estado do Rio de Janeiro. A medida está em curso desde 16 de fevereiro. Já propostas de emenda constitucional não há. Mas as alterações legislativas que surgiram antes da publicação do edital podem ser mais impactantes ou não nas provas.

 

Veja a seguir cinco dicas para fazer uma boa prova:

 

1. Revise exames anteriores
Treine com provas anteriores para conhecer o estilo da banca organizadora e entender como as questões são formuladas. As últimas provas da FGV têm apresentado questões mais longas, exigindo maior concentração dos candidatos. O melhor jeito de treinar essa habilidade para se sair melhor no dia do exame fazendo simulado dos exames passados.


2. Foque nos temas que mais caem na prova
Foque a atenção em temas que caem mais na prova. Para ter uma ideia, entre as 17 disciplinas cobradas no exame da OAB, sete apresentam um maior número de questões (Ética Profissional, Direito Civil, Processo Civil, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal e Processo Penal). Juntas, essas matérias respondem por mais de 58% da prova, com 47 perguntas.

 

Direito do Trabalho, Processo do Trabalho, Direito Tributário e Direito Empresarial contarão com 21 questões, respondendo por 26% do teste. Mas isso não quer dizer deixar as outras matérias de lado.

 

3. Gerencie bem o tempo
Os candidatos têm um prazo de cinco horas para responder às 80 questões. Uma estratégia para vencer o cansaço físico e emocional é fazer algumas paradas rápidas. Você pode tomar uma água, comer um lanche ou até mesmo aproveitar para ir ao banheiro e esticar as pernas. Desviar a atenção do teste por alguns minutos ajuda a ganhar mais oxigênio para chegar até a reta final sem tanto estresse.

 

4. Leia com atenção os enunciados
Os enunciados que solicitam para marcar a resposta correta ou incorreta de maneira objetiva começam a perder espaço na primeira fase do exame. A tendência da banca é usar enunciados maiores que definem uma situação-problema. Leia com cuidado o que está sendo perguntado.

 

5. Fique atento com interdisciplinaridade das questões
As questões da prova exigem dos candidatos conhecimento em mais de uma disciplina no mesmo enunciado. Isso significa uma dificuldade maior para identificar o que está sendo solicitado na pergunta. A questão pode estar se referindo, por exemplo, ao Direito Empresarial ou ao Direito Civil. Esse comportamento da banca já havia sido percebido em questões de exames anteriores da OAB, principalmente em perguntas sobre contratos civis e empresariais.



Como o conteúdo do teste é muito amplo, uma boa dica é recorrer a cursos preparatórios, como os ministrados pela LFG para aumentar sua chance de aprovação no exame da OAB. Boa sorte!

 

 

Conteúdo editado pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

 

 

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: