Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Oito dicas para controlar o sono durante os estudos

Oito dicas para controlar o sono durante os estudos

 

Um dos maiores inimigos dos concurseiros é o sono durante o ritmo pesado dos estudos. Esse problema é maior ainda para os que trabalham o dia todo e fazem aulas à noite ou no final de semana. Mas há meios de combater a sonolência, reduzir o cansaço e melhorar o desempenho do aprendizado para enfrentar a maratona de provas dos concursos públicos.

 

A National Sleep Foundation (NSF), entidade norte-americana, que promove ações para diminuir os distúrbios do sono, ressalta que dormir bem é tão importante quanto respirar, beber água ou fazer boa alimentação. De acordo com a associação, sono é como se fosse comida ou vitamina para o cérebro. Portanto, a sua falta é prejudicial para funções do corpo e atividade cerebral. 

 

A privação do sono aumenta a taxa de estresse, a irritabilidade e o risco de doenças como hipertensão, diabetes e obesidade. A sua ausência também atrapalha a concentração e o raciocínio, o que é péssimo para concurseiros, que precisam memorizar muitas informações em pequeno espaço de tempo.

 

Como a pressão nesse período é grande, alguns concurseiros até tentam reduzir as horas de sono para estudar mais, principalmente às vésperas das provas. Nem sempre essa é uma boa estratégia, alertam os especialistas. Isso porque o cérebro, quando está cansado, demora mais para processar e reter informações.

 

Às vezes, é mais produtivo dormir e acordar mais cedo para repassar os conteúdos pela manhã, quando a mente está mais tranquila para receber o conhecimento novo. Outra recomendação da SNF é investir no sono de boa qualidade. Quem dorme bem está com a mente apta a receber novas informações e a memorizá-las mais facilmente.

 

A quantidade de horas necessárias vai variar de acordo com o organismo de cada um. Há pessoas que se sentem renovadas com seis horas diárias de sono, outras com oito ou um pouco mais. Assim, o tempo ideal é aquele em que acordamos sem ajuda do despertador, sentindo-se bem fisicamente e mentalmente para realizar as tarefas do dia a dia.

 

 

Oito dicas para combater o sono

 

Listamos a seguir oito recomendações de médicos e especialistas para combater o sono, aumentar a sua qualidade e render mais nos estudos para concurso público.

 

 

1. Ambiente favorável para os estudos

 

- Postura: procure estudar em uma posição confortável, mas de forma que não seja tão relaxada e gere preguiça. Deitar a cabeça na mesa, se jogar na cama ou no sofá com os livros é um convite para uma soneca.

 

- Iluminação: ambientes mais escuros deixam o corpo mais relaxado. Mantenha seu local de estudos bem iluminado para não ser vencido pelo sono.

 

- Pausa para oxigenar o cérebro: levantar, esticar as pernas, beber água ou ir ao banheiro repõem as energias, deixando o corpo mais ativo.

 

Uma boa dica é a técnica Pomodoro, criada no final dos anos 1980 pelo universitário italiano Francesco Cirillo. O método sugere intervalos nos estudos a cada 25 minutos, quando o cérebro começa a desligar. Nesse caso, uma parada de cinco minutos dá uma refrescada na mente.

 

 

2. Hidrate bem o corpo

 

Manter o corpo hidratado permite o bom funcionamento de todo o organismo. E isso não é difícil de entender se pensarmos que cerca de 70% da matéria física é formada por água (dentro e fora das células).

 

Com isso, o cérebro ganha mais oxigênio, melhorando a comunicação entre os neurônios, o que facilita o aprendizado e a fixação da matéria aprendida. Outras funções vitais também funcionarão perfeitamente se seu corpo estiver bem hidratado, como descansar e dormir com mais facilidade.

 

 

3. Estabeleça uma rotina para ter sono de boa qualidade

 

O primeiro passo para vencer a sonolência é criar uma rotina de horário para dormir e acordar. A NSF informa que o corpo acaba se acostumando com o padrão estabelecido para regularização do sono.

 

A NSF recomenda uma rotina em que as pessoas possam ir mais cedo para cama e levantar mais cedo, mesmo que algumas sejam tentadas a ficar acordadas até mais tarde para ver um jogo de futebol, um filme ou uma série.

 

Quem está se preparando para concurso público sabe que o projeto de ingressar no serviço público exige sacrifícios, mas que são temporários. Então, o hábito de dormir mais cedo deve fazer parte do planejamento para alcançar metas para aprovação.

 

 

4. Atividade física mais leve à noite

 

Os concurseiros que estudam à noite devem pegar mais leve com as práticas esportivas antes das aulas. Treinos mais pesados deixam o corpo cansado e podem gerar sonolência.

 

As pessoas que não conseguem encaixar essa atividade em outro horário, podem optar por práticas que exijam menos esforço físico antes dos estudos. Entre as quais estão a caminhada, passeio de bicicleta, sessões de yoga, meditação etc.

 

 

5. Cuidado com bebidas energéticas

 

Muitos estudantes recorrem a remédios e bebidas energéticas para se manterem despertos durante os estudos, o que não é aconselhável. Caso você precise de alguma medicação, o certo é buscar orientação médica.

 

Tente reduzir também a ingestão de café horas antes de ir para a cama. A cafeína e o álcool podem dificultar a qualidade do sono. Uma alternativa são os chás sem cafeína, como de camomila, gengibre ou hortelã.

 

 

6. Alimentação balanceada

 

Alimentos pesados levam mais tempo para serem digeridos e deixam as pessoas sonolentas. Seu consumo deve ser evitado, principalmente, no jantar.

 

Esse tipo de refeição pode causar indigestão e azia, dificultando o sono. Prefira cardápios mais leves para seu bem-estar e melhor aprendizado no período da noite.

 

 

7. Desconecte dos eletrônicos e da internet

 

Desligue todos os eletrônicos uma hora antes de dormir. Isso inclui se desconectar das redes sociais, laptops, tablets e de outros equipamentos. Ficar off-line é um desafio, principalmente para as pessoas que não desgrudam do celular nem quando vão para a cama. Porém, esse esforço é uma medida necessária para aumentar a qualidade do sono.

 

Se você gosta de ler antes de dormir, a NSF recomenda considerar as publicações em formato papel, que cansam menos que as telas digitais. Mas evite leituras que causam agitação ou que mantenham o corpo desperto. Reduza a iluminação do quarto, mantenha a temperatura agradável e crie uma atmosfera tranquila para um sono reparador.

 

 

8. Controle do estresse

 

Busque atividades para controlar o estresse do dia a dia. O equilíbrio entre mente e corpo ajuda a dormir melhor. Procure praticar alguma técnica de relaxamento que combine com você. Uma acessível a todos é a respiração, que ajuda a ter uma noite de sono mais tranquila.

 

 

 

Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: