Blog Acontece

Este canal é feito especialmente para você que busca dicas de estudos, notícias e artigos do mundo jurídico, preparação para provas de concursos públicos e OAB, entre outros temas relevantes do segmento em que atuamos. Acompanhe nossas publicações e amplie ainda mais seus conhecimentos.

Sete dicas para melhorar seus estudos e compreensão

Sete dicas para melhorar seus estudos e compreensão

 

Ler, ouvir, anotar e revisar. Esses são basicamente os principais passos para que o conteúdo estudado seja apreendido de forma satisfatória. No entanto, outros pontos estão envolvidos e são de extrema importância para quem está estudando para determinados concursos, provas ou mesmo para se aprimorar em sua carreira. Por isso, dentro de cada umas das ações acima, o blog Acontece LFG separou sete dicas para melhorar seus estudos e a compreensão do que se está estudando. Confira!

 

1) Leitura mais efetiva

 

Quem estuda precisa trabalhar as capacidades de compreensão e velocidade de leitura. Afinal, não adianta nada forçar a barra e ler dez vezes os mesmos assuntos sem absorver nada. Um dos toques mais eficazes é: leia uma vez e anote palavras e contextos desconhecidos. Procure saber seus significados e, assim, releia o texto. Quando há discernimento e conhecimento de termos e estruturas, a absorção acontece com mais facilidade.

 

Além disso, manter-se distante de possíveis distrações, como as redes sociais, celular, música e televisão, pode ser a chave para que sua concentração na leitura fique firme e sem abalos. Outro ponto é que, ao sentir-se cansado de ler, é indicado que pausas com tempo entre 15 e 30 minutos sejam feitas.

 

2) Pausas e ambiente

 

É importante que esse tempo não seja muito longo, uma vez que a intenção é melhorar a leitura. Com uma pausa muito longa, é possível que se esqueça o lido até aquele momento. Entretanto, nada impede que o conteúdo seja revisto naquele mesmo momento, é claro.

 

O ambiente escolhido para leitura também não pode ser tumultuado e cheio de informações exteriores. Por isso, mantê-lo com luminosidade adequada, conforto para não prejudicar a postura e silêncio, para não atrapalhar a compreensão, são pontos fundamentais.

 

3) Conteúdo em vídeo e áudio

 

Variar o formato do conteúdo que está estudando também pode ser de grande valia. Dessa forma, o concurseiro não fica tão cansado de praticar os mesmos modos de sempre para estudar e ainda complementa o conteúdo a ser aprendido. O canal do Youtube da Rede LFG contém videoaulas com os principais assuntos abordados em concursos e exames da área jurídica.

 

Outro ponto é baixar e ouvir podcasts sobre os temas afins às matérias dos concursos. Assim, o concurseiro ganha tempo ao ouvir os principais assuntos em trajetos, enquanto pratica esportes ou mesmo ao passear pelas ruas.

 

4) Refação de exercícios e exemplos do que está estudando


Procurar por exercícios antigos referentes aos concursos e exames é altamente produtivo. É uma das formas mais eficientes de treinar e conhecer o esquema das provas e ainda avaliar seu conhecimento sobre os assuntos. O ideal é que, determinado em sua programação de estudos, haja um tempo destinado para fazer os exercícios.


Confira os resultados e se empenhe em descobrir os erros mais comuns, além de prestar bastante atenção naquilo que tem mais dificuldade. Além disso, procure por exemplos de casos mais famosos, precedentes e jurisprudências. Entender o que está em alta no meio jurídico é de extrema importância para reforçar, por meio desses exemplos, o conteúdo estudado.


5) Proteção de sua mente


Crie o hábito de estudar. Uma programação bem definida leva o cérebro a se habituar com a situação. Assim, sem se forçar demais, veja quais os melhores horários e por quanto tempo o estudo é eficiente para você. De nada adianta estudar um dia inteiro ou madrugada afora e ficar muito cansado no dia seguinte, sem forças nem para revisar o conteúdo que foi visto.


Além disso, sem proteger a mente, o corpo padece e o rendimento pode ser ínfimo. O mesmo vale para situações de nervosismo e estresse. Por isso, é fundamental que o estudante de concursos desenvolva as boas práticas para estudar e não deixar acumular muito conteúdo e tampouco deixar para ser revisto na última hora.


6) A favor de seu relógio biológico


Se você dispuser de tempo durante seu dia, veja em qual período você está mais atento e pronto para absorver o conhecimento necessário. Tem gente que prefere estudar pela manhã, ao acordar. Outros preferem o período vespertino, logo após o horário de almoço. Ainda assim, algumas pessoas gostam mais do período noturno para aprender.


É também nesse período de mais afinidade de seu organismo que os pontos mais complicados devem ser estudados e revistos. Aproveite, conforme a dica anterior, para refazer aqueles exercícios e rever as peças mais difíceis. E, preferencialmente, não se esqueça de se alimentar corretamente.


7) Grupos de discussão


Seja por alguma rede social, seja em locais de cursos preparatórios ou mesmo por comunicadores, como o whatsapp, por exemplo, participe de grupos de discussão voltados para quem vai participar do mesmo certame que você. A troca de ideias favorece a compreensão de assuntos e ajuda quem precisa tirar dúvidas sobre matérias e até procedimentos do edital, por exemplo.


Assim, prepare sua rede de estudos e compartilhe também seu conhecimento. Além disso, esses grupos também rendem dicas de páginas de exercícios, podcasts e videoaulas. Segundo especialistas, o conhecimento quando compartilhado, seja por meio de aulas ou textos bem fundamentados, auxilia na fixação de informações valiosas.

 

 


Conteúdo produzido pela LFG, referência nacional em cursos preparatórios para concursos públicos e Exames da OAB, além de oferecer cursos de pós-graduação jurídica e MBA.

 

Assine nossa newsletter!

Recomendamos para você: